fbpx

Como os nômades digitais trabalham enquanto viajam?

6 minutos para ler

Trabalhar do mesmo jeito, mas mudar de cidade e estado com frequência. Este é o estilo de vida dos nômades digitais.

Já pensou em trabalhar a cada mês em um estado diferente, explorando o que o Brasil tem de melhor? Pode parecer loucura, mas uma tendência cresceu muito na pandemia com a necessidade de fazer distanciamento social e trabalhar de casa. Os nômades digitais prezam por poder escolher onde morar, sem deixar de trabalhar remotamente.

A ideia de ser nômade digital não é nova, já estava em desenvolvimento, principalmente nos grandes centros, onde muitas pessoas atuam de forma independente, prestando serviço para empresas com trabalhos que podem ser executados a distância.

Queremos mostrar neste artigo que a ideia de ser um nômade digital não é mais utópica ou roteiro de cinema como era antes. Depende sim de um trabalho duro do profissional em organizar sozinho suas finanças, rotina e trabalhos.

O que são nômades digitais?

Lembrando das aulas de História e das primeiras civilizações humanas, os nômades eram aqueles que não se fixavam em um lugar por muito tempo. Eles caçavam e coletavam alimentos e, quando o local não parecia ser mais interessante para sua sobrevivência, partiam em busca de outro ponto.

Atualizando para os dias de hoje, os nômades digitais levam seus empregos de modo a ganhar dinheiro com seus notebooks e celulares, ou seja, trabalham de qualquer ponto, desde que tenham acesso à internet. Pouco importa se estão em uma grande capital ou em uma praia deserta, se tiver internet é possível trabalhar.

Como funciona o dia a dia?

O nômade digital é responsável por estabelecer sua própria rotina, organizando seu dia para atender os prazos de entrega dos trabalhos, estudos e outras atividades que ele ou ela queira desenvolver. É bem comum ver um nômade digital que vai à praia em uma tarde durante a semana, mas, para cumprir um prazo, pode passar o sábado inteiro trabalhando.

O primeiro passo para se tornar um nômade digital é conseguir trabalhos em que você não precise estar em um só lugar. Invista em bons equipamentos, como um notebook com boa velocidade e um plano de internet com abrangência nacional.

O nômade digital deve planejar com cuidado um orçamento para ser seguido à risca. Sabendo o valor que conseguirá receber por semana ou mês, o profissional pode dividir entre os gastos básicos, como moradia, alimentação, transporte. É importante também fazer uma reserva de emergência para eventuais problemas financeiros. Procure colocar em fundos com a possibilidade de sacar com liquidez diária. O rendimento pode ser menor do que outros investimentos, mas o dinheiro pode ser facilmente acessado.

Enquanto funcionários voltam para a mesma casa todos os dias, o nômade digital troca de moradia cada vez que decide ir para uma nova cidade, bairro ou rua. Para não precisar carregar pesos extras como panelas, pratos, mobília, o ideal é optar pelo aluguel por temporada de imóveis já equipados. Só precisa levar suas roupas, material de trabalho e comida.

Outra boa ideia para os nômades é escolher longas estadias em albergues, principalmente nas cidades turísticas. Além da economia financeira, é possível conhecer outros viajantes, trocar ideias e, quem sabe, estabelecer novas parcerias.

Para se deslocar entre as cidades brasileiras, nada de comprar um carro! Os custos de manutenção e seguro são altos. O ideal é utilizar aplicativos de transporte que ofereçam preços e horários melhores.

Quais as diferenças com quem trabalha de home office?

Por causa da pandemia do coronavírus e para estimular o distanciamento social, muitas empresas colocaram seus funcionários trabalhando de casa, em um home office muitas vezes improvisado.

Com o aumento no número de vacinados e a queda de contaminações, há empresas, e mesmo funcionários, que vão preferir retornar ao dia a dia em um escritório ou revezar entre o trabalho remoto e presencial. Esses casos não podem ser enquadrados como nômades digitais, pois precisam cumprir horários e eventualmente estar na empresa.

Os nômades digitais são, em sua maioria, empreendedores que vendem para outras pessoas e empresas seus serviços e produtos. Eles não precisam ter um vínculo presencial ou cumprir horários para uma empresa. Deve apenas atender às metas e prazos estabelecidos, não importando o fuso horário em que estiver trabalhando.

Quais as vantagens de ser um nômade digital?

Ser dono do seu tempo é a maior vantagem de um nômade digital. O profissional não está mais preso ao horário de trabalho tradicional, mas precisa se organizar para cumprir suas metas, distribuindo suas atividades pelo dia. Com planejamento, é possível trabalhar e aproveitar os locais em horários mais vazios ou desenvolver outras atividades, como estudar.

A autonomia de um nômade digital permite que ele escolha projetos mais interessantes para trabalhar, de acordo com seus gostos. Claro que dependemos do trabalho para ter dinheiro, porém, o nômade tem mais liberdade para traçar seus planos profissionais.

Outra vantagem de ser um nômade digital é estar em contato com diversas culturas e viver novas experiências, seja mudando para outras cidades ou países, seja morando em hostels ou albergues, frequentados por viajantes e outros nômades digitais.

Você também pode escolher seu lugar de moradia pelo custo da cidade. Existem destinos baratos e interessantes por todo o Brasil.

Quais as desvantagens de ser um nômade digital?

Mas nem tudo é maravilhoso no mundo dos nômades digitais. A principal desvantagem é não ter certeza sobre seus ganhos recorrentes. Enquanto funcionários tradicionais de uma empresa recebem seus salários todos os meses, e até bônus anuais, o nômade digital exclusivamente depende de seu trabalho e da sua habilidade de vender seus produtos e serviços para ganhar dinheiro.

Muitos profissionais que atuam para uma empresa com carteira assinada recebem benefícios como plano de saúde. Um empreendedor que trabalha de forma independente precisa buscar seu próprio plano de saúde ou, em alguns casos, pode ser mais vantajoso contratar um seguro viagem.

A saudade da família e amigos também é uma desvantagem. Ao mudar de local, o nômade digital precisa reconstruir laços, algo que nem sempre é fácil.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o estilo de vida dos nômades digitais, que tal começar a se organizar para ser um deles? Comece descobrindo que tipo de trabalho você pode executar remotamente e faça um orçamento para descobrir quanto precisa ganhar para manter este estilo de vida. Aproveite também para começar sua reserva de emergência e ter fundos para embarcar nessa mudança de vida.

Caso queira saber mais sobre viagens e passagens baratas, assine nossa newsletter e conheça de roteiros interessantes e divertidos!

Posts relacionados