Categoria: Dicas

O que é a Buser e o que a diferencia das empresas convencionais?

O que é a Buser e o que a diferencia das empresas convencionais?

Tem dúvidas sobre o que é a Buser, como o app funciona e por que é diferente dos ônibus das rodoviárias? Então conheça os diferenciais da Buser frente às demais empresas 

Já pensou em viajar de um jeito mais barato, mais confortável, mais seguro e mais prático, tudo ao mesmo tempo? Pois essa opção já existe e Buser nasceu para ser um novo jeito de viajar de ônibus pelo Brasil. 

Para começar, a Buser não é uma empresa de ônibus, e sim uma plataforma de fretamento colaborativo. O que isso significa? Quer dizer que fazemos a intermediação de viagens entre os nossos clientes interessados em irem para o mesmo trecho e as empresas de fretamento executivo. Unimos quem quer viajar para o mesmo destino com as empresas de fretamento que buscam passageiros e todos ganham.

quatro pessoas alegres de gêneros diferentes mostrando na imagem o que é a Buser e como viajar

São os fatores: preço, conforto, segurança e praticidade que nos distanciam do jeito tradicional de viajar. Quer entender mais sobre o que torna a Buser tão diferente? Então, continue a leitura!

Leia também: Coronavírus e viagem — como viajar de ônibus com mais segurança durante a pandemia?

Mais barato

Você sabia que viajar de Buser é até 60% mais barato quando comparado ao preço médio das passagens de ônibus de empresas tradicionais? As empresas de ônibus praticam preços abusivos, porém, tabelados. Assim, não há muita diferença nos valores entre as empresas e faltam opções com preços razoáveis para os clientes. Na Buser, as viagens são mais baratas e não há cobrança de taxas e serviços adicionais no valor do rateio.

Mais confortável

Conforto é fundamental para que seja possível descansar ao longo da viagem de ônibus. Viajar pelas empresas tradicionais no Brasil, hoje, pode significar pagar caro por uma viagem desconfortável. Há pouca oferta de assentos leito e cama e, quando há, os preços são inacessíveis para a maioria das pessoas. 

Na Buser, você viaja de ônibus cama, leito ou semi-leito, que são bem mais confortáveis que os convencionais ou executivos, mas pagando muito mais barato que assentos ruins comprados na rodoviária.

Mais seguro

Vamos fazer um exercício? Pense nas suas viagens de ônibus da década de 90 e início dos anos 2000 (se tiver idade para isso). Agora, pense como é hoje. As empresas que estão aí desde sempre pouco evoluíram no quesito segurança, não é? 

A Buser é uma empresa que se preocupa com a segurança de seus usuários e adquiriu ou desenvolveu, junto com as transportadoras parceiras, diversas tecnologias para tornar as viagens muito mais seguras, como:

  • Câmeras de fadiga: tecnologia que que detecta o nível de cansaço dos motoristas; 
  • Sensores de cinto de segurança: tecnologia exclusiva que produz alertas sonoros e luminosos para indicar passageiros sem cinto;
  • Telemetria  — sistema controla a velocidade dos ônibus e gera dados em tempo real monitorados por uma equipe de segurança 24h por dia.

Além disso, todas as empresas e motoristas são certificados pelos órgãos competentes e o seguro de vida é incluso no valor do rateio, sem taxas para os viajantes.

Ainda mais segurança durante a pandemia

Durante esse período tão difícil em que estamos vivendo no Brasil e no mundo, a Buser renovou seus protocolos para proporcionar ainda mais segurança para seus clientes. 

A partir do dia 26 de junho, quando as operações da empresa serão retomadas, as viagens serão realizadas com uma série de mudanças. Entre elas:

  • Ocupação apenas das poltronas da janela para manter mais distância entre os viajantes; 
  • Todos os passageiros das empresas parceiras receberão álcool gel 70%; antes do embarque;
  • Todos os clientes terão sua temperatura corporal mensurada; 
  • Os ônibus serão higienizados de forma mais rigorosa, com produtos indicados pela anvisa após cada viagem; 
  • Alguns pontos de embarque terão cabines de sanitização que higieniza uma pessoa por vez;
  • Motoristas das empresas parceiras pertencente ao grupo de risco não poderão viajar neste momento.

Confira todos os novos protocolos: Buser irá retomar operação de forma gradativa e com foco em segurança

Mais prático

Na Buser ninguém precisa ir até uma rodoviária comprar passagem de ônibus, enfrentar filas e guardar uma passagem impressa. É tudo digital e bem mais prático. Basta reservar sua viagem pelo site ou aplicativo e não precisa imprimir nada. Na hora do embarque é só portar um documento oficial com foto para viajar e o motorista encontrará a sua reserva. Ou seja, é só reservar e comparecer na hora do embarque.

Foco no cliente

Muitas empresas por aí se esquecem do porquê elas existem e para quem elas servem, mas nós não. Todos os esforços que nós promovemos para oferecer um transporte de qualidade, a preços justos e com conforto e segurança é pensando em mudar um contexto em que clientes nunca foram priorizados. 

Nós queremos que as pessoas tenham escolhas e que possam exigir qualidade e bom atendimento. Assim, trabalhamos, todos os dias, para continuarmos sendo a melhor opção.

E aí, tirou as suas dúvidas? Se você já precisa fazer viagens essenciais neste momento de retomada das atividades no Brasil, clique no botão abaixo e faça a sua reserva:

Se quiser saber mais sobre nós ou conferir dicas de viagem, destinos e conhecer histórias interessantes, acompanhe o Blog da Buser.

Coronavírus e viagem: como viajar de ônibus com mais segurança durante a pandemia

Coronavírus e viagem: como viajar de ônibus com mais segurança durante a pandemia

Muita gente precisa viajar e está preocupado em se proteger do coronavírus na viagem. Então, saiba como viajar de ônibus de forma mais segura

Já estamos vivendo o terceiro mês desde o início da epidemia do novo coronavírus no Brasil. Agora, as cidades e estados começam a flexibilizar o isolamento social e muita gente que estava dispensada do trabalho ou trabalhando em regime de home office precisa voltar para as ruas. Algumas dessas pessoas, para além de usarem os ônibus urbanos, precisam fazer viagens mais longas de ônibus para trabalhar. Então, o que fazer para se proteger do coronavírus na viagem de ônibus? Essa tem sido a dúvida de muita gente e vamos tentar respondê-la em oito passos.

Leia também: Buser irá retomar sua operação de forma gradativa e com foco em segurança

casal com malas e máscaras se preparando para viajar de ônibus durante a pandemia de coronavírus

1- Monitore a sua saúde

Além de se proteger do coronavírus na viagem de ônibus, é preciso proteger as outras pessoas. Dias antes de viajar, observe a sua saúde, monitore a sua temperatura e NÃO VIAJE se apresentar qualquer sintoma da Covid-19 ou se fizer parte do grupo de risco para a doença.

2- Use máscara

Essa dica é de conhecimento de todos e o uso de máscara já virou obrigação, mas é bom relembrar que uma das principais formas de contágio do novo coronavírus se dá por meio das gotículas de saliva que ficam no ar quando pessoas infectadas falam, tossem ou espirram.

As máscaras funcionam como uma barreira de proteção para o vírus que circula no ar, sendo fundamentais para se proteger do coronavírus na viagem.

IMPORTANTE: máscaras de tecido podem ser usadas por até 3 horas seguidas. Depois desse período, devido à umidade natural produzida pela própria respiração, a máscara perde a eficácia. Ou seja, se a sua viagem for longa será necessário levar uma quantidade compatível com a duração da viagem.

Saiba também como usar a máscara de maneira correta.

3- Leve álcool gel

Em um ônibus não é possível lavar as mãos toda hora. Além disso, é inevitável que toquemos no encosto da poltrona e nas estruturas dos ônibus em alguns momentos. Não deixe de portar o seu álcool gel 70% para higienizar as mãos sempre que for necessário. Assim, você não corre o risco de tocar seu rosto com as mãos contaminadas.

4- Carregue pouca bagagem

Despachar a bagagem no bagageiro do ônibus implica em ter contato com mais pessoas, afinal, o motorista ou o ajudante precisará carregar a sua mala. Levar somente uma bagagem de mão que caiba no interior do ônibus é mais eficaz para evitar contato com o coronavírus na viagem. Além disso, é bem mais prático viajar assim.

5- Evite aglomerações

Na hora de embarcar ou de esperar o ônibus, mantenha a distância segura de 1,5 m das demais pessoas. Ficar mais próximo te tornará vulnerável ao contágio do vírus. Então, respeite as marcações de distância, quando houver, e não viaje com alguém ao seu lado.

6- Leve seu próprio lanche e cobertor

Evite ter contato com qualquer item que não tenha sido higienizado por você. Se puder, nas paradas, evite comer nos restaurantes, pois isso implica em higienizar todas as embalagens e recipientes corretamente. Além disso, leve seu próprio cobertor para se proteger do frio do ônibus.

7- Viaje de Buser

Neste momento, não vale a pena arriscar a saúde por nada. A Buser está retomando suas operações junto a suas transportadoras parceiras a partir do dia 26 de junho com protocolos muito rigorosos de segurança para minimizar os riscos da viagem, como a ocupação apenas das poltronas da janela, reforço na higienização dos ônibus e distribuição de álcool gel. O retorno tem como foco as pessoas que precisam fazer viagens essenciais. Se este é, de fato, o seu caso confira nossos trechos disponíveis no botão abaixo.

8- Chegou em casa? Tome banho!

Apesar de todos os cuidados empregados na viagem, suas roupas e objetos podem ter tido contato com superfícies contaminadas. Higienize todos os seus pertences com o procedimento correto para desinfecção e tome um banho cuidadoso.

Seguindo todos esses passos, você vai reduzir o risco de contágio pelo coronavírus na viagem. Todo cuidado é pouco, então, não relaxe na hora de se proteger.

Gostou das dicas? Então confira outras no Blog da Buser. Até a próxima!

O guia do mochileiro do busão: tudo o que você precisa saber para se tornar um

O guia do mochileiro do busão: tudo o que você precisa saber para se tornar um

Desde meio de transporte, até hospedagem, bagagem e dicas de segurança, este guia do mochileiro vai te dar o passo a passo para o seu próximo mochilão pós-quarentena

Hoje é dia 25 de maio e para a maior parte das pessoas esta data não diz absolutamente nada, mas para os leitores ávidos de O Guia do Mochileiro das Galáxias, uma série com 5 livros ícone da cultura pop, hoje é o Dia da Toalha. Mas Buser, o que eu tenho a ver com isso? Absolutamente nada! Porém, hoje, como no livro, vamos apresentar um guia do mochileiro, mas aí é pra viajar de ônibus mesmo. Nele, apresentaremos todas as dicas que você precisa para fazer um mochilão bom e sem gastar muito.

Fazer um mochilão pelo Brasil é mais fácil do que parece, mas é necessário preparação. Diferente do Guia do Mochileiro das Galáxias, que afirma que a resposta para tudo no universo é 42, aqui não há um único caminho ou resposta absoluta. Há várias maneiras de se fazer um mochilão: a mais econômica, a mais prática, a mais segura… tudo depende das prioridades e gostos do viajante. Bom, mas se cabe uma analogia possível e bem apropriada nesta data, carregar uma toalha não te salva de tudo, mas é um dos itens fundamentais da bagagem.

mulher com mochila nas costas, possivelmente fazendo mochilão que serve de modelo para o guia do mochileiro

Leia também: Tudo o que você precisa saber antes de viajar com crianças

Mas vamos ao que interessa. Quer conhecer guia do mochileiro que deseja viajar pelo país (porque a Buser ainda não tem parcerias para fretar ônibus espaciais)? Então, continue a leitura!

Viaje de ônibus

Quando a carona intergalática tiver liberada a gente pode até pensar, mas, por enquanto, a maneira mais econômica e segura de viajar no Brasil é de ônibus. E vamos combinar que pegar carona em qualquer circunstância não é seguro. 

Viajar de ônibus é descomplicado, pois se rolar algum imprevisto é fácil fazer mudanças e é bem menos burocrático do que viajar de avião. Contudo, se o assunto é busão, definitivamente a melhor maneira de viajar é de Buser. Com viagens até 60% mais baratas que a rodoviária, a plataforma torna a experiência da viagem mais econômica e melhor. Isso porque os ônibus são muito mais confortáveis, seguros e ainda por cima é mais prático. Não precisa ir até a rodoviária e enfrentar filas. É só fazer a sua reserva e comparecer ao embarque com um documento oficial com foto. 

E quer a dica de ouro: prefira viajar a noite. Assim, se você for passar por várias cidades, ainda economiza na hospedagem. Mas para dormir melhor, recomendamos que escolha um assento leito ou cama.

Leve pouca bagagem, mas com tudo que precisa

Algo que deve ser evitado a todo custo pelos mochileiros é levar coisas inúteis. Assim como no livro, levar toalha é imprescindível. Ela não vai te salvar de todas as situações, mas vai evitar que você precise usar uma de limpeza duvidosa. Também é muito importante levar itens de higiene básicos, pois nunca se sabe o que você vai ou não encontrar em hostels e hospedagens mais baratas. A dica principal é: leve roupas para 7 dias, mas tente não repetir muito. Ou seja, leve apenas um agasalho, uma calça jeans, entre outros. Prefira itens leves, como leggins, shorts e camisetas. Sempre leve uma mochila menor ou ao menos uma pochete com bom tamanho para os pequenos deslocamentos.

Mas Buser, minha viagem vai durar 15 dias, como levo itens para 7? Simples, use máquina de lavar. Prefira hospedagens com esse recurso. É importante carregar o mínimo possível para facilitar a sua circulação e te dar a liberdade necessária que todo mochileiro precisa. Afinal, está tudo em uma mochila e é simples sair ou chegar de qualquer lugar.

Controle seus gastos

Essa dica não vale só para mochilões, mas para qualquer viajante. É fundamental estabelecer um orçamento e controlá-lo ao longo da viagem. Cada um tem algo que prioriza em uma viagem. Para uns é um quarto privativo com banheiro e boa cama, para outros são as baladas, outros, querem comer bem e ainda tem aqueles que querem conhecer o máximo de lugares possível e para tudo isso gasta-se dinheiro. 

Priorize o ponto mais importante e economize em todos os outros. Um erro comum dos mochileiros e que coloca muitas pessoas em risco é terminar a viagem sem dinheiro. Para isso não acontecer, apesar de muitos não gostarem, reservar a hospedagem com antecedência nos dá mais opção de escolha e sai sempre mais barato.  Também é possível comprar antecipadamente vouchers promocionais de restaurantes e reservar passeios turísticos. Planejamento vai bem sempre!

Escolha a melhor época e planeje as hospedagens

Viajar na baixa temporada pode sair muito mais barato. Porém, não adianta escolher um período de baixa sem estratégia. Existem épocas chuvosas em certas regiões, ou mesmo períodos em que nada abre, então, escolha um período mais em conta, porém ainda bom para viajar para o destino que você deseja. 

Na ansiedade de poupar, muitos fazem economias pouco sábias quanto a data. A conta ideal deve ser: bem mais barato que a alta temporada, mas mais caro do que aquele período em que ninguém quer ir. 

Ah, e não deixe de planejar bem as hospedagens de acordo com o que pretende fazer. É normal mochileiros não quererem  ficar em um só lugar. Em alguns lugares pode caber um hotel no seu orçamento e em outros um camping, isso em um mesmo período. Seja estratégico, busque promoções e, como já foi dito acima, priorize fazer os deslocamentos de ônibus a noite para economizar.

Não deixe a segurança de lado

Para economizar qualquer tostão, muitos mochileiros deixam a segurança em segundo plano. Muita gente deixa de comprar uma passagem de ônibus para pegar carona com estranhos, ou então se hospeda casas de desconhecidos. Infelizmente existem muitos casos de violência aos turistas, especialmente mulheres. Então, arriscar-se para economizar nunca é uma boa escolha. Dá para economizar de outras maneiras sempre.

Também é importante não deixar seu dinheiro em um mesmo lugar: nem todo na hospedagem, nem na pochete ou na roupa. Sempre leve um extra para emergências, assim como um cartão de crédito. Informe seu itinerário sempre que puder para alguém de confiança que não esteja na viagem. Se misture com os locais para não ser identificado facilmente e sempre desconfie de pessoas desconhecidas muito simpáticas.Bom, é isso, as dicas foram dadas e espero que você tenha gostado. Acompanhe o Blog da Buser e confira outras dicas de viagem. Agora já dá para planejar o seu próximo mochilão pós-quarentena. Não vemos a hora disso tudo passar e você poder viajar pelo país. Feliz dia 25 e até o próximo mochilão. #VaideBuser

Tudo o que você precisa saber antes de viajar de ônibus com crianças

Tudo o que você precisa saber antes de viajar de ônibus com crianças

De itens de emergência a itens de segurança e documentos. Saiba tudo o que você precisa para viajar com crianças

Viajar com crianças e de ônibus exige cuidado e atenção. Além disso, planejamento é fundamental. Então, antes de viajar, confira este post para saber tudo o que você precisa para cumprir essa missão com sucesso. Continue a leitura.

Leia também: Santa Maria Turismo. Conheça a história de uma das primeiras empresas parceiras da Buser

Dica 1: organize todos os documentos necessários

Viajar com crianças em um ônibus não é tão simples quanto viajar com uma pessoa adulta. Para que elas tenham direito de embarcar, é preciso que todos os documentos necessários estejam em mãos.

Na Buser, é obrigatória a apresentação do RG, que permite a identificação do pequeno passageiro. Para menores de 12 anos, também é exigida a certidão de nascimento. Além disso, em viagens nacionais, nenhuma criança ou adolescente menor de 16 (dezesseis) anos pode viajar desacompanhada dos pais ou responsável. Para que outro adulto com grau de parentesco até terceiro grau a acompanhe, é necessário expressa autorização judicial, reconhecida em cartório.

Mas, atenção, caso haja dúvidas mais complexas, é preciso entrar em contato com a  Vara da Infância e Juventude

Dica 2: organize itens essenciais para crianças de colo

Crianças de colo têm necessidades mais específicas e, visando garantir o bem-estar dos bebês, é necessário fazer um check-list com todos os itens. Ninguém quer ser pego de surpresa dentro de um ônibus, não é?! Calcule a quantidade de fraldas que serão usadas no trajeto, mamadeiras, sucos e outros itens de alimentação. É fundamental abastecer a bolsa com itens básicos de higiene pessoal. 

Priorize amamentar e trocar a criança antes da viagem ou nas paradas, mas esteja preparado (a) para suprir as necessidades do pequeno na viagem.

Ah, e não se esqueça dos medicamentos! A criança pode ter algum mal-estar no caminho e não dá para contar com a possibilidade de comprar remédios na viagem.

Dica 3: lembre-se dos itens de segurança

É fundamental que sua criança use bebê conforto com o cinto de segurança. Na Buser, exigimos o uso da cadeirinha, então, além da bagagem, é fundamental levar a cadeirinha, pois, caso contrário, a criança não poderá viajar. 

E lembre-se: cinto de segurança é item obrigatório para todos, adultos ou crianças. 

Dica 4: invista no entretenimento

Crianças precisam se entreter. Principalmente em uma viagem grande, há grandes chances dos pequenos ficaram entediados e chorarem. Não economize em entretenimento de acordo com a faixa etária. Para bebês, um mordedor e brinquedos pode bastar. Para crianças um pouco mais velhas, contar histórias e propor brincadeiras relacionando à estrada ou ao próprio ônibus pode ser legal. Para crianças maiores, vale investir em entretenimento no tablet ou celular, com jogos ou desenhos animados.

Dica 5: prefira alimentos leves e tenha sempre um lanchinho reservado

Um dos maiores pesadelos dos pais ou de quem vai viajar com crianças são os enjoos. Apesar de comum, é possível minimizar os fatores que levam ao enjoo. Priorize refeições leves antes do embarque e com tempo suficiente para que os alimentos sejam digeridos antes da movimentação (que causa enjoo).

Além disso, é bem provável que as crianças sintam fome no caminho. Tenha sempre snacks leves à mão, como biscoitos, barras de cereal ou frutas. Se conseguir, alimente a criança nas paradas para minimizar o enjoo.

É muito  importante também controlar os líquidos. Não deixe as crianças com sede, mas muito líquido, além de aumentar a possibilidade de enjoos, faz com que haja a necessidade de ir ao banheiro em crianças que não usam mais fraldas. E vamos combinar que para uma criança usar o banheiro do ônibus não é fácil.

Dica 6: tente viajar com mais um adulto

Viajar sozinha com uma criança é bem mais difícil do que se você puder dividir a responsabilidade. Claro que nem sempre é possível, mas, se for, tente levar outra pessoa. Afinal, crianças não podem ficar sozinhas nem por um segundo em uma viagem e não dá para confiar em ninguém. Contudo, todo mundo precisa ir ao banheiro, comer e dormir. Então, se puder, reveze com alguém.

A gente sabe que nem sempre é fácil levar crianças para uma viagem de ônibus, mas seguindo essas dicas, vai dar tudo certo. E aí, gostou? Então acompanhe o Blog da Buser e fique por dentro de muitas outras dicas de viagem. Até a próxima!

Cansado de lives? Conheça os melhores podcasts sobre viagem para acompanhar durante a quarentena

Cansado de lives? Conheça os melhores podcasts sobre viagem para acompanhar durante a quarentena

Você não sabe mais como se entreter no isolamento social e quer dicas de viagem? Então não deixe de conferir a nossa lista com os melhores podcasts sobre viagem para acompanhar durante a quarentena

Se entreter com qualidade em tempos de isolamento social parece não ser mais possível nessa altura do campeonato. A impressão que dá é a de termos esgotado todas as opções do catálogo da Netflix, da TV  a cabo e lido todos os livros que há muito tempo tentávamos terminar. Isso sem falar das lives que, olha, as pessoas estão exagerando. E agora? Bom, agora tem um universo de entretenimento em áudio para ser explorado!

O Brasil, hoje, já é o segundo maior consumidor de podcasts no planeta, de acordo com a Spotify (maior serviço de streaming em áudio do mundo). O consumo da categoria na plataforma brasileira tem crescido, em média, 21% mensalmente desde 2018. Também nos tornamos um dos principais produtores de podcasts. Então, precisamos conhecer o que tem sido produzido aqui.

Mas se você ainda não é um ouvinte assíduo de podcasts ou queria conhecer algumas opções que falem sobre viagem, esta seleção é para você.

Leia também: Planejando a próxima viagem? Conheça os melhores roteiros gastronômicos do Brasil

1- Mochileiros sem pauta

Comandado por Cainã Ito e Richard de Oliveira, este podcast, como dá para entender pelo próprio nome, é para os mochileiros. Os episódios falam sobre os mais variados desafios e dúvidas que os mochileiros enfrentam, como alimentação, destinos, hospedagem, além de questões sociais e assuntos muito divertidos, como hábitos de higiene no mundo.

 Clique aqui para acessá-lo no Spotify.

2- Turistando

Produzido pelo Ministério do Turismo, o podcast aborda assuntos diversos relacionados a viagem, mas, o melhor é que ele tem foco no Brasil. Alguns dos temas são: culinária dos estados brasileiros, mulheres que viajam sozinhas, profissões ligadas ao turismo, entre outros.

Clique aqui para acessá-lo no Spotify.

3- Lipe Travel Cast

Outro podcast imperdível para quem gosta de viajar pelo Brasil é o Lipe Travel Cast. O programa é apresentado pelo executivo e ex-CEO de uma das maiores empresas de viagens online do Brasil. Lipe também é o criador do Canal Lipe Travel Show (LTS) no Youtube.

Os temas abordados no podcast vão de dicas de roteiros brasileiros em todas as temporadas, além de dicas de hospedagem, de alimentação, entre outras.

Clique aqui para acessá-lo no Spotify.

4- Despachados

Despachados é um excelente podcast sobre viagens. É bem variado e fala sobre destinos no Brasil e exterior. Tem dicas de lugares exóticos, dicas de roteiros brasileiros, episódio só sobre hostels, fotografia e também episódios especiais que abordam as etapas da viagem, como o planejamento — tema pouco encontrado em outros conteúdos. 

Clique aqui para acessá-lo no Spotify

5- Esse mundo é nosso

Com dicas de viagem e roteiros pelo Brasil — e também por alguns lugares no mundo —, os jornalistas Adolfo Nomelini e Rafael Carvalho contam as suas experiências de viagens sem segredos. Tem lado A, lado B e tudo aquilo que as blogueiras não te contam. 

Tem dicas pra viajar gastando menos, listas sobre coisas que irritam os viajantes, perrengues e erros que devem ser evitados.

Clique aqui para acessá-lo no Spotify.

6- Mamilos

O último da lista é, também, a nossa principal indicação. Mamilos é um dos maiores podcasts do Brasil, apresentado pelas jornalistas Cris Bartis e Ju Wallauer. O programa semanal não é sobre viagens e busca nas redes sociais temas polêmicos para serem debatidos. Mas o que isso tem a ver com viagem? A questão é que as jornalistas, periodicamente, produzem episódios de férias que são focados em viagens. E olha, tem alguns episódios fundamentais para os viajantes. 

O legal é que o podcast fala muito sobre destinos pelo Brasil e as necessidades e dificuldades exclusivas das mulheres que viajam.

A seguir, indicamos alguns episódios:

Episódio 1

Episódio 2

Pograma 3

Prepare os fones!

E aí, gostou das nossas dicas? Não quero saber de ninguém falando que não tem o que fazer na quarentena. O bom dos podcasts é que dá pra gente ouvir fazendo outras coisas (comida, faxina, cuidando dos filhos, ou até mesmo trabalhando). Então, bora ouvir?

Para saber de todas as nossas dicas, não deixe de acompanhar o Blog da Buser. Ah, e quer viajar pelo Brasil depois da quarentena com conforto e gastando pouco? Vai de Buser!

7 dicas para ter uma viagem de ônibus sem problemas

7 dicas para ter uma viagem de ônibus sem problemas

Saiba quais são as dicas mais importantes para ter uma viagem de ônibus tranquila e sem contratempos

Se engana quem acha que só para viajar de avião é preciso preparação. Afinal, muita gente se atrapalha na hora de viajar de ônibus. Qual é o tamanho ideal de bagagem? Será que vai ter parada? O que preciso levar na bolsa? Essas são apenas algumas das perguntas recorrentes. Então, se você quer o passo a passo para ter uma viagem de ônibus tranquila e confortável é só continuar a leitura. Bora?

Leia também: 10 melhores filmes e séries da Netflix para viajar sem sair de casa na quarentena

1- Organização

A primeira dica e também a mais importante é a organização. Para qualquer tipo de viagem, de longa ou de curta distância, durante o dia ou à noite, para ficar muito ou pouco tempo, é preciso organização. Deixe pelo menos um documento de identificação oficial com foto em sua bagagem de mão, como RG ou CNH. Dentro da bagagem de mão, leve apenas o necessário, como celular, fones de ouvido, pequenos lanches para controlar a fome e dinheiro para o percurso. Às vezes, você pode sentir fome ou precisar comprar algo que não esperava, então, tenha dinheiro disponível, de preferência na forma de papel moeda, caso você passe por paradas pequenas. 

Por fim, busque saber o tempo de duração da viagem para sincronizar o seu horário de chegada com eventuais compromissos que você tenha. Ah, e não se esqueça de guardar direitinho o canhoto da bagagem do bagageiro para não confundir a sua bagagem com a de outra pessoa ou ter problemas para pegá-la de volta.

2- Alimentação

Uma viagem de ônibus pode ser muito longa e, também, podem ocorrer imprevistos que atrasam o horário de chegada, como congestionamentos. Sendo assim, é preciso ter uma alimentação leve antes e durante a viagem para evitar mal-estar e desconfortos. 

Evite frituras e comidas gordurosas. Nas paradas, prefira opções assadas e preparadas pouco antes do horário em que você vai consumir. Sempre leve lanches rápidos na bagagem de mão, pois você pode sentir muita fome antes das paradas e hidrate-se bem durante a viagem. Nas viagens intermediadas pela plataforma da Buser, nossos parceiros são orientados a manter uma geladeira com água fresca disponível durante toda a viagem para maior conforto dos passageiros. Fica a dica!

3- Roupas

Outra dúvida frequente é sobre o que vestir. Prefira, sempre, roupas confortáveis como calça de moletom, bermudas, leggins e sempre de acordo com a estação do ano. Se for verão, vá com algo mais fresco. No inverno, prefira uma roupa mais quente. Agora, em qualquer estação do ano, leve um casaco, pois a temperatura no ônibus pode estar um pouco mais baixa em virtude do ar-condicionado.

quatro pessoas alegres conversando dentro de um ônibus Buser após ter planejado a viagem com dicas
É preciso estar alerta a diversos fatores para não colocar o planejamento da sua viagem a perder

4- Bagagem

É normal se perder um pouco na hora de preparar a bagagem, mas se você tiver em mente que é sempre bom levar o mínimo possível de coisas, talvez você consiga manter a bagagem sob controle. Carregue apenas o que realmente irá usar ao longo de sua viagem, separando roupas por quantidade de dias e estação do ano. 

Atenção à bagagem de mão! Dê preferência por levar apenas uma mochila ou uma bolsa. Afinal, malas pequenas com rodinhas, ou bolsas maiores ou mais gordinhas do que o bagageiro não podem ficar na parte de cima do ônibus. Quanto a bagagem principal também há limites e evite levar algo que você não consiga carregar sem ajuda.

Consulte o limite de bagagens e leia mais AQUI. 

5- Horário da viagem de ônibus

Fique muito atento ao horário indicado para o seu embarque no ônibus, pois a saída costuma ser pontual. Inclusive, o ideal é chegar 25 minutos antes para que você se acomode melhor, deixe sua mala no bagageiro ou corrija eventuais problemas caso eles existam. 

Fique atento ao tempo das paradas. Se o motorista avisa que serão 15 minutos não ultrapasse esse tempo, pois além de haver a possibilidade de sua ausência não ser notada e o ônibus partir, é desrespeitoso para com os outros passageiros, pois a viagem pode ser atrasada por isso. 

Ah, outra dúvida comum é: vai ter parada? Se a sua viagem é mais longa a resposta é sim, com certeza. Normalmente, as paradas acontecem em intervalos de 3h ou no máximo 3h30 de viagem.

6- Tipo de ônibus

Na hora de fazer a reserva da sua viagem, fique muito atento ao tipo de assento que você comprou, pois a maioria dos ônibus têm mais de um tipo de assento. Semi-leito são os assentos mais estreitos com apoio de pé e inclinação moderada. Os assentos leito se inclinam muito mais, possuem poltronas mais largas e apoios de pé. Já os assentos cama têm poltronas largas, inclinação completa e apoios de pé móveis. Compre assentos confortáveis sempre, porque uma viagem desconfortável pode ter como consequência dias de dores no corpo.

7- Mal-estar na viagem

É comum que as pessoas tenham náuseas, enjoos ou tonturas ao viajar de ônibus. O importante é conhecer o comportamento do seu corpo e se prevenir. Medique-se antes da viagem  — com indicação médica, é claro —  e fique atento. Caso tenha algum mal-estar mais intenso, é importante notificar o motorista, pois ele pode te ajudar. 

Outro ponto muito importante: nunca tome medicação em excesso. Isso pode te dopar e dificultar que você preste atenção na viagem, paradas, ao ônibus, ou mesmo no assento em que você está. Ficar dopado (a) não é seguro, especialmente se você estiver viajando sem companhia. 

Mesmo que você não passe mal com frequência, leve medicamentos básicos, pois você pode sentir algum desconforto. Ah, e aproveite para movimentar-se nas paradas, pois isso faz o nosso corpo responder melhor a uma viagem longa.

Por fim, a dica mais importante é: aproveite a viagem! Escolha bons assentos, o melhor horário para você viajar e aproveite a estrada. Tire fotos, ouça música, leia livros e torne esse momento o mais agradável possível. Boa viagem!

Gostou do conteúdo? Então acompanhe as nossas dicas de viagem no Blog da Buser

10 melhores filmes e séries da Netflix para viajar sem sair de casa na quarentena

10 melhores filmes e séries da Netflix para viajar sem sair de casa na quarentena

Conheça a lista com os 10 melhores filmes e séries para matar um pouco da vontade de viajar na quarentena

Abrir mão das viagens na quarentena não está sendo fácil, mas todo mundo sabe que é para um bem maior. Hoje estamos em casa para amanhã podermos viajar. E como! Então, se o tédio já tomou conta do seu espírito aventureiro é hora de reverter isso assistindo a seleção que fizemos com os 10 melhores filmes e séries de viagem disponíveis na Netflix ideais para a quarentena. 

Fizemos este conteúdo para ajudar você a passar por essa fase e conhecer as paisagens, personagens, culturas e comidas mais interessantes sem ao menos sair do sofá. 

Quero ver você super empolgado para a próxima viagem, beleza? Então, vamos lá!

1- Somebody Feed Phill

Vamos combinar que para a maioria das pessoas comer e viajar são duas coisas intimamente ligadas. E se fazer turismo gastronômico é com você, então não temos dúvidas de que você vai amar essa série.

Em cada episódio da série, Phill passa por uma cidade diferente explorando o que elas têm de melhor: comida. Mas não pense que ele se restringe a um rolê de restaurantes granfinos. Tem comida de rua, bares, padarias, lanchonetes… O importante mesmo é que seja comida boa e tradicional. 

Bom, mas depois de assistir a essa série eu não garanto que seu apetite será o mesmo.

2- Diários de motocicleta

Se tem um filme que nos dá vontade de explorar a América Latina é esse. O longa, de 2004 conta a história de transformação de Ernesto Che Guevara (Gael Garcia). 

O então tímido estudante de medicina ainda nem almejava se tornar um grande líder revolucionário. Diários de Motocicleta é sobre a viagem de moto em que Guevara partiu junto com seu amigo Alberto Granado (Rodrigo de la Serna). Se a intenção inicial da viagem era diversão e “farra” entre amigos, virou uma reflexão social que mudou profundamente a vida dos personagens. 

O filme é baseado em um diário de Che em que ele relatou toda a viagem pela América do Sul.

3- Jack Withehall: Travels With my Father

Bom, só o enredo dessa série já é excêntrico o suficiente pra gente dar pelo menos uma conferida. Trata-se de um filho que leva o pai de 77 anos para fazer um mochilão por lugares inusitados e descolados com a intenção de reforçar seus laços com ele. 

Com muitas camadas de humor, a série caminha por paisagens exóticas, choques culturais e situações constrangedoras. É uma obra fundamental para quem gosta de humor britânico.

4- Chef´s Table

Esta série documental é indispensável para os amantes de um roteiro Masterchef. Afinal, em cada episódio um chef renomado é apresentado com suas histórias por trás da fama e os desafios da cozinha. 

O ponto mais forte da série é, definitivamente, a fotografia com imagens hipnotizantes pelas quais somos introduzidos aos sabores, cores e possibilidades da cozinha de cada chef. É bom destacar que a série não fica só na gastronomia, como retrata, também, as realidades sociais dos locais por onde passaram a vida dos chefs. 

Além de viajar sem sair de casa, Chef´s Table nos possibilita entrar nas cozinhas mais disputadas do mundo e conhecer mais sobre gastronomia. É uma série imperdível!

5- Juanita

Se a sua vontade é assistir a filmes na quarentena que te inspirem para a sua próxima viagem, então Juanita talvez seja um bom título para você.

A história é leve e inspiradora retrata uma mulher negra de meia idade que já tem dois filhos e um neto e se cansa de sua vida monótona em Ohio – EUA. Então, ela decide dar início a uma jornada com uma viagem de ônibus para a cidade mais distante que vê no mapa. Com a viagem, ela conhece muitas pessoas e vai mudando a forma com vê a vida e se redescobre.

Outro ponto legal do filme é que a viagem não é glamurosa e nem por lugares tão turísticos, mas mesmo assim, não deixa de ser divertida, intensa e transformadora. 

6- A Magia dos Andes

A Magia dos Andes é uma série de cinco episódios e com cinco personagens que têm uma conexão com as montanhas andinas. A minissérie faz uma impressionante viagem visual pelos países da Cordilheira dos Andes, como Chile, Argentina e Bolívia. 

As histórias dos moradores locais e suas relações com os Andes são o que dá liga e magia à série. Nos episódios são retratados culturas e paisagens únicas, como vulcões, desertos, lagos e florestas. Vale a pena assistir!

7- Na Natureza Selvagem

Este filme é um clássico que marcou a adolescência e juventude de muita gente. Trata-se da história real de Christopher McCandless, um jovem rapaz de 22 anos que, depois de concluir a graduação, decide abandonar o conforto da sua vida em busca de liberdade.

Ele doa todo o seu dinheiro para uma instituição de caridade e faz uma viagem cruzando todo os EUA até chegar ao seu destino final, o imponente Alasca.

Na Natureza Selvagem é um filme indispensável não só na lista dos amantes de viagem, mas dos amantes de cinema também.

8- Comer, Rezar e Amar

Falando em clássico, Comer, Rezar e Amar faz parte da lista de muita gente entre os filmes preferidos da vida e não é à toa. Inspirado no livro best seller com o mesmo nome, o filme conta a história de uma mulher que, após um divórcio, faz uma viagem de autodescobrimento. O longa se divide em três partes: uma voltada à gastronomia, outra direcionada à espiritualidade e a última, ao amor.

O filme se tornou tão famoso quanto o livro e nos envolvemos muito com os personagens e os lugares retratados: Itália, Índia e Indonésia. É um daqueles de filmes ideais para a quarentena que fazem a gente querer fazer as malas e planejar um roteiro imediatamente após o fim. 

9- Expedition Happiness

Esse documentário é baseado no filme Na Natureza Selvagem, mas, agora, os destinos do primeiro filme são percorridos em um Motorhome e por um casal alemão, Felix e Selima. Eles fazem basicamente o mesmo percurso de Christopher.

É um filme leve e que além de retratar a viagem em si mostra muito do casal que é bastante interessante. É perfeito para sentar no sofá, relaxar e se deliciar com as paisagens.

10- Tales by Light

A última indicação, mas, definitivamente, não menos importante, é a série documental Tales by Light. A obra é uma incrível experiência visual vivida por cinco fotógrafos que trabalham em áreas remotas do mundo explorando a natureza e cultura.

Se você gosta de fotografia, esta série precisa estar na sua lista, pois as imagens são feitas em 4K, o que torna tudo mais interessante e promove uma verdadeira viagem sem que você saia do sofá  — ou da cama se preferir.

E aí, gostou da nossa lista de filmes ou séries para quarentena? Então se você está de bobeira já pode começar a maratonar. E lembre-se, se puder #FiqueEmCasa para a segurança de todos.

Depois que a quarentena acabar, teremos um prazer enorme em levar você para curtir as melhores viagens pelo Brasil pela Buser.

Até a próxima e fique ligadx no Blog da Buser!

Conheça os 6 melhores apps para planejar a sua viagem pós-quarentena

Conheça os 6 melhores apps para planejar a sua viagem pós-quarentena

Saiba como se organizar melhor com os 6 melhores apps para planejar sua viagem e transforme o passeio pós-quarentena no melhor da sua vida

Qual é o seu nível de tédio da quarentena? Está se sentindo preso dentro de casa e só contando os dias pela liberdade? Ou você está curtindo ter mais tempo para si mesmo e gastando de forma produtiva? Seja qual for o seu caso, aposto que planejar uma viagem pós-quarentena tem sido uma ideia recorrente na sua mente. Então, que tal ultrapassar a barreira só do pensamento e colocar no papel, ou melhor, no celular, esses planos?

via GIPHY

Para isso, organizamos uma lista com os 6 melhores apps para você planejar a sua viagem. Afinal, tempo para planejar, agora, você tem de sobra. Tem app para controle de finanças, para organizar os roteiros, app para viagem em grupo e por aí vai… Então, vamos lá?!

Leia também: Buser vai oferecer viagens grátis para os usuários depois da quarentena

1- Triplt

O Triplt é um app que  possibilita organizar a viagem e ainda compartilhar o itinerário. Com ele, você pode estabelecer os roteiros principais, fazer reservas de hotéis, aluguel de carros, voos e até restaurantes. 

O app oferece, ainda, o recurso de sincronização automática com ferramentas de calendário conforme necessário. Caso você faça alterações na agenda, você terá a informação atualizada no seu itinerário de viagem do Triplt – sem precisar copiar as informações.

O app está disponível em dispositivos Android e IOS.

2 Travel Bank

Daqui a pouco as nossas rotinas voltam ao normal e o trabalho também. Se você viaja muito a trabalho, não pode mais ficar sem o Travel Bank. Afinal é muito difícil controlar todo o itinerário, mas, principalmente as notas fiscais e recibos. E quem viaja a trabalho sabe: perder uma nota significa ficar sem reembolso e ter prejuízo. 

Este app é prático e funcional, pois ajuda a organizar todas as necessidades de uma viagem de negócio, como reservar voos, automatizar despesas, rastrear milhas, estimar o custo da viagem e até  enviar documentos para reembolso.

Com o Travel Bank você consegue até conciliar o seu itinerário com o dos seus colegas. 

O aplicativo é gratuito e está disponível para dispositivos Android e iOS.

3- Syngic Travel

Todo mundo que viaja sabe que, mesmo com Google Maps, muitas vezes é difícil sincronizar a hospedagem com os passeios apenas olhando no Google. Quando percebemos, estamos muito mais distantes do que deveríamos ou teria sido melhor conciliar outros passeios no mesmo dia.

Com o Syngic Travel é possível planejar o itinerário de uma maneira fácil de usar e visualizar. Você pode planejar passeios turísticos, reservar um hotel com base na proximidade de certos pontos de referência e até mesmo mapear suas rotas para passeios a pé ou de carro.

O aplicativo oferece, ainda, diversas informações ​​sobre áreas turísticas, sugestões animadas de programação noturna, shows e eventos. 

É possível fazer download de app em Android ou IOS

4 – RentalCars 

Dependendo do destino que a gente escolhe, não dá para depender de Uber, táxis ou do transporte coletivo. Afinal, algumas áreas são mais remotas ou com distâncias tão grandes que isso se torna inviável ou nem mesmo é uma possibilidade.

Nestes casos se faz necessário alugar um carro, mas as locadoras mudam de lugar para lugar e é difícil pesquisar e escolher pelo Google. Com o este app você pesquisa preços de aluguel de carros durante a viagem. 

Além de comparar mais de 100 locadoras, ele ainda permite fazer o pagamento em reais, mesmo para reservas no exterior. 

O download está disponível em Android e iOS.

5- SplitWise 

Principalmente quem viaja em grupo sabe: a hora de dividir as despesas é um caos! E não há fotos de nota fiscal e grupo no Whats app que salve, porque alguém sempre perde a notinha ou faz as contas errado.

Esse é um dos melhores apps para planejar viagem em grupo que existe. É pra quem não abre mão de viajar com a galera, mas quer dividir corretamente as despesas da viagem em grupo. Ele permite incluir os valores em diversas moedas e associar apenas algumas pessoas do grupo a gastos específicos – super útil caso o grupo se divida durante alguns dos dias da viagem. 

O aplicativo simplifica as contas e indica o quanto cada pessoa deve e para quem. (Android e iOS)

6- Buser

Por último, mas não menos importante, um aplicativo que não pode faltar no seu celular é o da Buser, um app de fretamento colaborativo que está transformando mercado de viagens de ônibus no Brasil, oferecendo uma nova alternativa.

Por meio dele você consegue fazer viagens de ônibus até 60% mais baratas. E não é só isso! Com ele é possível viajar com mais conforto (a maior parte dos ônibus é cama, leito ou semi-leito) e com muito mais segurança.

As reservas são feitas pelo próprio aplicativo e não é necessário ir até uma rodoviária. Para embarcar, basta apresentar o RG e pronto!

Quando faz a reserva, o usuário passa a fazer parte de um grupo de viagem para o destino e datas selecionados. O transporte é feito por uma das empresas de fretamento parceiras do aplicativo.O valor da reserva representa o rateio do frete.

Por sinal, se você que não vê a hora de viajar depois da quarentena não pode perder a promoção Saudade de Você. Com ela, a Buser está oferecendo viagens de ida grátis para você rever a pessoa de quem você sente falta depois que a quarentena passar.

Experimente o aplicativo que vai mudar o seu jeito de viajar de ônibus. Ele está disponível em Android ou IOS.

E aí, gostou das nossas dicas? Então fique ligado no blog da Buser que sempre tem mais. Até breve!

Donas dos seus caminhos: o manual da mulher que vai viajar sozinha – parte 2

Donas dos seus caminhos: o manual da mulher que vai viajar sozinha – parte 2

Começar a viajar sozinha é uma grande decisão, mas neste texto vamos oferecer o passo a passo para que você, mulher, se sinta mais segura

Viajar sozinha pode ser desafiador para muitas mulheres, mas não deixa de ser extremamente prazeroso e gratificante. Pelo menos é o que acredita Bia Ribeiro e Melani Guedes. As duas tiveram suas vidas e a percepções sobre si mesmas transformadas pelas viagens.

Conheça a primeira parte dessas histórias. Leia: Donas dos seus caminhos! Conheça três mulheres viajantes inspiradoras – parte 1

Mas essa trajetória de transformação vai além delas mesmas e, hoje, muitas mulheres ajudam as outras a se empoderarem para viajarem em sua própria companhia e essa corrente de sororidade só aumenta.

Quer viajar sozinha? Então comece!

A dentista e criadora de conteúdo Melani Guedes descobriu um grande gosto por viver e viajar sozinha. Ela criou um grupo no Facebook, hoje com 130 mil mulheres, em que elas dividem suas experiências e dicas de viagens para que cada vez mais mulheres viagem sozinhas.

Melani Guedes em sua viagem para a África com um felino de grande porte branco
Melani Guedes em uma de suas viagens. Na foto ela está na África do Sul (foto: arquivo pessoal)

“Eu montei um grupo despretensiosamente no Facebook, procurando conhecer pessoas que estavam passando pelo mesmo desafio que eu e trocar experiências. Deu super certo. Hoje em dia tem 130 mil pessoas no meu grupo e ele é o meu xodó. Gosto muito do trabalho que eu faço ali”. 

Também é possível acompanhar suas dicas pelo instagram @viagensdemulher.

Mas, viajar sozinha pode ser um processo extenso. Primeiro, é necessário respeitar o próprio tempo. O que as mulheres menos precisam é de mais pressão, então, o ideal é não se obrigar a viajar sozinha e fazer isso de forma gradual, se quiser, é claro. “Tente viajar com mais uma amiga ou para um lugar onde você encontre pessoas que conhece. Com o tempo, você vai aprendendo a se desprender da necessidade dos grupos, a lidar com a própria insegurança, medos, com a solidão e aprendendo a transformar isso em uma experiência boa, aos poucos. Não é para ser um processo traumático”, explica a doutoranda em ciências sociais e viajante solo convicta, Bia Ribeiro.

Dicas de segurança não podem faltar

Ainda estamos longe da construção de um país seguro para as mulheres. Infelizmente essa não é uma realidade só do Brasil. No mundo, mulheres tendem a não se sentirem tão seguras viajando sozinhas quanto os homens.

Conversamos com Melani e Bia Ribeiro para entender qual é o passo a passo para que uma mulher se sinta mais segura viajando sozinha. Vamos a ele?

1- Compartilhe sua localização 

Pelo menos uma vez por dia é interessante compartilhar a sua localização com uma pessoa de confiança. Assim, caso aconteça alguma coisa ruim, será mais fácil te localizar.

2- Se sentir insegurança, finja uma ligação

Essa dica pode parecer estranha e chata, mas de acordo com Melani, ela é comprovadamente eficaz. Quando se sente insegura em suas viagens, ela finge que está conversando com outra pessoa. “Já cheguei a fingir ligações para despistar homens que estavam me assediando. Sempre finjo que existe um relacionamento, que existe um marido e tenho até uma aliança fake que eu uso nas minhas viagens, dependendo do país em que eu for. Tudo para me sentir mais segura”.

3- Não pareça perdida, mesmo se estiver

Caso você fique perdida em algum momento da viagem, o ideal é entrar em um local seguro, como comércio, e olhar um mapa ou o celular. “Não fique que nem uma barata tonta andando na rua sozinha. As pessoas vão perceber que você está perdida”, explica Melani.

4-  Não entre em detalhes sobre a sua vida pessoal

Não é bom contar muito sobre você mesma, porque pessoas mal intencionadas podem entender que você está viajando sozinha. “Evite falar que está viajando sozinha, principalmente para homens. A gente precisa omitir isso de tempos em tempos. Ou mesmo omitir que somos turistas, se for possível”, acrescenta Bia.

Bia Ribeiro no monumento "La Mano" em Punta del Este
Bia Ribeiro no monumento “La Mano” em Punta del Este (foto: arquivo pessoal)

5-  Se hospede em local seguro e use transporte seguro

Antes de escolher sua hospedagem é fundamental entender bem a localização. Entenda se existem regiões perigosas nas redondezas. Dê preferência a lugares em que você encontre outras mulheres. Evite hospedagens remotas. Já na hora de voltar para casa, se sentir que não está segura, não tenha medo de gastar um pouco mais e chamar um táxi ou um carro de aplicativo. 

“São coisas que os homens não precisam se preocupar, mas que, infelizmente, nós temos. O mais importante é a gente não ter medo de viajar. Porque senão a gente se submete a esse sistema cada vez mais machista e opressor”, acrescenta Bia Ribeiro.

Se quiser dicas mais detalhadas, acesse o post do blog da Melani Guedes criado com esse objetivo. Acesse AQUI

Viajar [sozinha] é preciso!

Como disse Bia, o importante é que as mulheres não deixem o medo ser um impeditivo para viajarem em sua própria companhia. Afinal, mulheres viajam sozinhas há muito tempo e não são coitadinhas por isso. Normalmente é escolha pessoal.

Você já parou para pensar que homens que viajam sozinhos são vistos como aventureiros, desbravadores e são parabenizados por isso? Mulheres viajantes frequentemente são questionadas, alertadas…percebe a diferença?

No fim das contas, mulheres que viajam sozinhas têm muita história para contar. Seja dos momentos incríveis ou dos perrengues. Não estamos negando que o mundo ainda é diferente para homens e mulheres, mas enquanto não encararmos com mais naturalidade as mulheres em papeis não convencionais, ele vai continuar desse jeito. Então, bora escolher o próximo roteiro?

Acompanhe o Blog da Buser e conheça mais histórias como essas

6 dicas para o carnaval que vão te fazer economizar muito

6 dicas para o carnaval que vão te fazer economizar muito

Saiba quais são as dicas para o carnaval que vão fazer você viajar e se divertir muito sem gastar na mesma medida

A festa mais popular do Brasil e a maior do mundo já está chegando: o carnaval! A maior parte dos brasileiros — pelo menos os mais animados — já está contando as horas para começar a folia. Mas para muitas pessoas o dinheiro não está sobrando e encontrar maneiras de aproveitar a festa de forma econômica e, ao mesmo tempo, divertida é um baita desafio.

A boa notícia é que o carnaval talvez seja a festa mais democrática que temos. Então, mesmo com o pouco tempo para planejar uma viagem, ainda é possível economizar. Que tal umas dicas para aproveitar o carnaval sem gastar muito? Vamos lá!

Conheça as dicas para o carnaval. Na foto, foliões aproveitam a festa na rua.
Conheça o passo a passo para aproveitar o carnaval de forma econômica (Foto: divulgação)

1- Prefira hospedagem compartilhada

Um dos maiores custos associados a qualquer viagem é a hospedagem. No carnaval, a tendência é que os valores sejam ainda maiores. Nos destinos mais disputados pelos brasileiros, o período é considerado como uma alta temporada, o que faz com que os preços subam de maneira significativa.

Uma solução para isso é garantir uma hospedagem compartilhada. Afinal, normalmente as viagens de carnaval são feitas entre amigos, então, por que não ficarem todos juntos? Hoje, com tantos marketplaces e plataformas de hospedagem é cada vez mais simples conseguir boas acomodações para dividir com os amigos. 

Ao comparar o valor de hospedagens compartilhadas oferecidas por plataformas ao valor médio dos hotéis no mesmo período e localidade, compartilhar hospedagem fica até 400% mais barato. Isso quando comparamos hospedagens compartilhadas às estadias em hoteis na mesma cidade e pelo mesmo período de tempo.

2- Viaje de ônibus

Passagens aéreas, ainda mais se compradas em cima da hora, podem custar muito mais caro do que passagens de ônibus. Entretanto, mesmo optando pelo ônibus, é fundamental pesquisar, pois existem opções mais baratas no mercado.

Além disso, não basta pagar pouco, é preciso conforto e segurança para chegarmos bem e descansados em nosso destino. Até porque temos que aproveitar cinco dias de folia e haja energia!

Vamos, agora, a uma das dicas para o carnaval mais valiosas deste texto. Através do aplicativo Buser é possível economizar até 60% em relação aos valores cobrados nas viagens tradicionais de ônibus.

A Buser é um plataforma de fretamento colaborativo de ônibus que oferece uma nova alternativa com qualidade, segurança e preços justos. Aproveite nossa promoção de primeira viagem grátis. Nela, ao reservar ida e volta, a viagem com menor valor será gratuita. Experimente clicando AQUI.

3- Defina um teto de orçamento para a viagem do carnaval

É fundamental estudar as suas finanças e entender qual é o valor ideal para ser gasto em sua viagem de carnaval. É possível planejar seus gastos ao longo dos dias com alimentação, bebidas, diversão e hospedagem sem se endividar.

Mesmo com uma viagem definida em cima da hora, é possível evitar custos não planejados. Uma dica para o carnaval que pode fazer a diferença é usar aplicativos de controle de despesas ao longo da viagem a fim de acompanhar seus gastos e saldo em tempo real. 

4- Faça compras no supermercado 

Todo mundo precisa se alimentar bem no carnaval para aguentar o ritmo de folia. Entretanto, comer nos restaurantes, lanchonetes e padarias custa muito mais caro do que preparar sua própria refeição. Vale a pena fazer uma lista de compras para todos os dias e reservar um tempo para o preparo de alimentos. Dessa forma, todos comem bem gastando pouco.

5- Peça dicas para os locais

Ninguém sabe melhor sobre os melhores pontos da folia, bons estabelecimentos para fazer compras ou comer mais barato do que os moradores do local. Esta dica, inclusive, não vale só para o carnaval, mas serve para a vida.

Assim que se estabelecer na hospedagem, procure conhecer gente nova da cidade e converse sobre as melhores dicas para se divertir sem gastar tanto. Nem sempre os pontos turísticos ou festas mais conhecidas são, de fato, as mais interessantes.

6- Prefira bloquinhos de rua e shows gratuitos

Um erro muito comum dos foliões é gastar muito dinheiro com shows e blocos indoor. As melhores festas nem sempre são as fechadas. Muitos bons carnavais acontecem, majoritariamente, nas ruas. Recentemente, os carnavais de rua têm se tornado cada vez mais populares no Brasil.

Na hora de escolher o destino, prefira cidades nas quais as prefeituras investem pesado no carnaval de rua, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Salvador. Assim, o seu carnaval não sai caro e a folia será inesquecível com bons shows e blocos. 

Por sinal, todas essas cidades têm grupos formados pela plataforma da Buser para o carnaval. Confira AQUI!

Dicas para o carnaval de BH são importantes para aproveitá-lo de forma econômica. Na foto, um grupo de foliões aproveita o carnaval de rua em BH
O carnaval de BH tem se tornado um dos mais populares do país e tem a maior parte das atrações gratuitas nos blocos de rua (Foto: divulgação)

Espero que tenha gostado das nossas dicas para o carnaval. Siga esses passos e aproveite a folia sem esvaziar a carteira. Afinal, o ano só começou, ainda temos mais de 10 meses de contas para pagar e, principalmente, muitas outras viagens para fazer.

Lembre-se que a Buser te leva ao seu destino no carnaval e no resto do ano. Até a próxima!