fbpx

Não sabe como juntar dinheiro para viajar? Confira 7 dicas!

11 minutos para ler

Descubra 7 dicas de como juntar dinheiro para viajar e conhecer novos destinos sem prejudicar a sua saúde financeira.

Você não sabe como juntar dinheiro para viajar? Então, não pense que você está sozinho, uma vez que esse costuma ser um problema muito comum entre os brasileiros e, inclusive, um obstáculo que surge quando pensamos em fazer uma viagem.

Contudo, há soluções para esse problema, pois o planejamento financeiro para viajar é a chave para curtir momentos incríveis e tranquilos em locais diferentes, sem enfrentar imprevistos no orçamento, o que pode comprometer o passeio.

Se você tem interesse pelo assunto, continue a leitura deste post que vamos apresentar um conteúdo completo sobre como juntar dinheiro para fazer uma viagem dos sonhos, inclusive com dicas que ajudam no seu planejamento financeiro. Confira todos os detalhes!

Importância de juntar dinheiro para viajar

Muitas pessoas acreditam que realizar uma viagem custa muito dinheiro e que cada nova experiência que vivemos no destino faz com que novas dívidas e parcelamentos surjam, em razão dos custos da viagem.

Esse pensamento nos ocorre, especialmente, porque é comum não aprendermos sobre educação financeira ao longo da vida, por isso não se culpe se você já fez dívidas ou teve que pagar altos juros do cartão de crédito ou do cheque especial.

A realidade, é que você apenas seguiu a “maré” e fez o mesmo que muitas pessoas fazem. Contudo, para sair dessa situação e ter dinheiro para viajar, é importante tomar o caminho inverso e que consiste em juntar dinheiro antes para gastar depois.

Quando juntamos dinheiro para viajar e temos um planejamento financeiro focado nesse objetivo, é possível fazer a viagem dos sonhos e vivenciar experiências inesquecíveis sem qualquer tipo de endividamento.

Viajar para um novo destino, seja para o passeio dos seus sonhos ou para uma cidade que você nunca considerou visitar, costuma render diversas histórias e proporcionar muitos aprendizados para a sua vida. Ou seja, sempre vale a pena guardar dinheiro para viajar em vez de acumular apenas itens e bens materiais!

Planejamento financeiro

Quando programamos uma viagem, financeiramente nos prevenimos de uma série de possíveis inconveniências, assim como também nos programamos para fazer melhores negócios e, especialmente, preservar a nossa saúde financeira, evitando dívidas que podem comprometer a prosperidade depois do término do passeio.

Para fazer um planejamento financeiro para viagens, é preciso se atentar a alguns itens, como escolher o destino com sabedoria, observar qual é a melhor época para viajar, optar pela melhor alternativa entre ônibus, carro ou avião para chegar ao destino, definir o orçamento, estimar os gastos da viagem e economizar no dia a dia para tornar seu sonho realidade, sem prejudicar suas finanças.

Dessa maneira, o planejamento financeiro para uma viagem já deve começar no momento da escolha do destino, uma vez que é importante optar por locais que estejam de acordo com a sua condição financeira no momento.

O período em que a viagem vai ser realizada é outro ponto relevante em um planejamento financeiro. Para não gastar muito, o ideal é optar por meses fora da alta temporada — época em que os valores costumam ser mais baixos e as atrações mais vazias.

Nesse momento também é importante fazer uma estimativa de gastos da viagem, levando em consideração os aspectos do destino que podem tornar a viagem mais cara. Uma pessoa que deseja visitar uma cidade com pontos turísticos com atrações pagas (como subir no Cristo Redentor ou o andar no bondinho do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro), já deve considerar essas despesas em seu planejamento financeiro.

Por fim, com a estimativa de gastos em mãos, é possível determinar o orçamento da viagem, ou seja, definir o valor máximo que você pode gastar, considerando suas possibilidades financeiras.

Lembre-se de incluir no seu planejamento financeiro, até mesmo os valores que devem ser reservados para as pequenas despesas rotineiras de uma viagem, como água, alimentação e lembranças para pessoas queridas.

Ao observar todos esses itens, se torna possível saber o custo total da sua viagem para montar a sua reserva financeira a fim de viajar sem apertos. É importante também determinar o quanto você deve guardar por mês para fazer a viagem que sempre sonhou, sem prejudicar as finanças.

Planilha de gastos

Só é possível economizar quando descobrimos o valor exato que ganhamos e o quanto gastamos todos os meses. Por essa razão, o primeiro passo para começar a juntar dinheiro para viajar, deve ser anotar todos os seus custos fixos e variáveis.

Nos custos fixos é preciso considerar os itens que são essenciais para a sua vida, como aluguel, contas de consumo (gás, luz e internet, por exemplo), transporte, entre outros. Já os custos variáveis são aqueles esporádicos, como compras, presentes, gastos com salão de beleza etc.

Somente depois de observar todos os seus gastos, é que você consegue observar quais são os pontos que podem ser melhorados em sua vida financeira e conseguir guardar dinheiro para a viagem.

Hoje em dia existem, inclusive, diferentes opções para montar uma planilha de gastos, sendo que nesse momento é possível usar a tecnologia a seu favor. Para não perder muito tempo fazendo essas anotações, você pode, por exemplo, usar aplicativos que o ajudam a realizar o seu controle financeiro.

Se você é do tipo que prefere organizar sua vida financeira no papel, pode optar por procurar uma agenda de finanças pessoais ou um planner — ferramentas que facilitam a organização e ajudam no momento de montar a planilha de gastos.

Dicas para juntar dinheiro para viajar

Agora que você já conhece a importância de fazer o seu planejamento de viagem para não se endividar nesse momento, chegou o momento de apresentarmos algumas dicas de como juntar dinheiro para viajar. Veja, a seguir, 7 dicas!

1. Foque em seu objetivo

É importante sempre lembrar a si mesmo, que você está juntando dinheiro para realizar um sonho, especialmente nos momentos que você tem vontade de gastar dinheiro com um item supérfluo, pois dessa forma se torna mais fácil poupar.

É importante lembrar-se também de seu objetivo e não apenas quando você deseja realizar compras ou passeios caros, afinal, os pequenos gastos também podem representar grandes montantes quando o consumo é frequente.

Uma pessoa que gasta todos os dias R$ 10,00 na padaria, por exemplo, tem uma despesa total de R$ 300 mensais — um valor significante, não é mesmo?!

2. Mude os seus hábitos

Mudar os hábitos também é muito importante para poupar dinheiro, uma vez que muitas vezes gastamos altos valores e nem nos damos conta, pois já estamos acostumados com aqueles gastos.

Nesse sentido, não é incomum encontrar pessoas que pagam caro por uma mensalidade na academia para correr na esteira, uma atividade que pode ser praticada ao ar livre gratuitamente.

Outro hábito que pode ser mudado é ir frequentemente ao salão de beleza para fazer as unhas e aprender a fazê-las sozinha — é interessante usar a internet a seu favor, já que atualmente é possível encontrar diversos tutoriais online!

3. Venda o que não usa mais

Temos o costume de acumular diversas coisas, mas às vezes praticar o desapego é fundamental e por que não aproveitar o momento para lucrar um pouco?! Se você tem itens que não servem mais ou que você não usa, como roupas, calçados, livros, objetos de decoração ou aparelhos eletrônicos, coloque a venda!

Ao fazer isso, além de se desfazer de itens que perderam a utilidade e tornar o ambiente da sua casa muito mais “clean”, também é possível utilizar o dinheiro obtido com a venda em sua viagem.

4. Corte gastos supérfluos

Lembra da dica que demos sobre mudança de hábitos? Eliminar os gastos é semelhante, mas está relacionado com despesas que apesar de muitas vezes parecerem importantes, são supérfluas e não fazem falta quando eliminadas.

É o caso, por exemplo, de cancelar a assinatura de revistas, jornais e até mesmo serviços de streaming que você não utiliza, descadastrar a TV a cabo, mudar o plano do seu celular por um pré-pago ou reduzir a velocidade da internet Wi-Fi da sua casa. Ao eliminar de vez esses gastos, é possível economizar uma boa quantia.

5. Divirta-se sem gastar muito

É possível, sim, se divertir sem gastar quantias exorbitantes de dinheiro. Para tanto, é preciso trocar despesas como jantar em restaurantes caros e ir para a balada frequentemente por programas como ir ao parque, frequentar programas culturais gratuitos e fazer piqueniques ao ar livre.

Se você gosta de ir ao cinema, por exemplo, não precisa eliminar completamente o passeio, mas procure frequentá-lo apenas nos dias promocionais (como durante a semana) e leve o seu próprio lanche. Dessa forma, também é possível se divertir, mas sem gastar tanto!

6. Pare de comer fora com frequência

Parece irrelevante almoçar em restaurantes, comprar sobremesas ou pedir um lanche, mas no final do mês é que conseguimos observar quanto dinheiro que gastamos comendo fora. Cortar esses gastos costuma apresentar uma economia significativa.

Muitas pessoas pensam que, por passarem o dia inteiro na rua, esse gasto é imprescindível, mas para diminuí-lo é possível levar lanches de casa e fazer marmitas. Apesar de ser preciso separar um tempo para prepará-las, esse fator também pode ser resolvido com um bom planejamento — ponto principal quando o assunto é juntar dinheiro.

7. Evite usar o cartão de crédito

O cartão de crédito pode ser um grande vilão quando pensamos em guardar dinheiro, uma vez que quando o utilizamos, em geral, contamos com um dinheiro que ainda não temos, já que o pagamento da fatura é feito posteriormente, o que pode se tornar um grande problema.

Também é fundamental tomar cuidados com as compras parceladas, pois quando não conseguimos pagar o valor total da fatura do cartão, os seus juros são elevados e costumam fazer um buraco no orçamento.

Organização da viagem

É imprescindível também organizar a viagem pensando pelo ângulo da economia, pois existem diferentes fatores que costumam influenciar no valor total da viagem e que o viajante deve se atentar.

É o caso da hospedagem que, em geral, existem acomodações para todos os bolsos, desde campings, hostels e pousadas a resorts e hotéis 5 estrelas. Assim, é preciso observar aquela que apresenta o melhor custo-benefício, de acordo com as suas possibilidades financeiras.

Também é relevante criar um roteiro com os lugares para comer no destino, principais passeios e lojas mais baratas ou que oferecem bons descontos. Esse planejamento é importante para não gastar mais do que o planejado inicialmente.

Para tanto, é preciso estudar os restaurantes locais, pesquisar atrações turísticas e procurar por locais que se encaixam em seu orçamento, pois a economia não deve ocorrer somente antes da viagem acontecer.

Lembre-se, também, que até mesmo as roupas e demais itens da sua mala de viagem podem influenciar em seus gastos, uma vez que ao optar por viajar de avião, por exemplo, é preciso pagar valores extras para despachar a mala e ainda há limitações com relação ao peso da bagagem.

Motivos para viajar de ônibus

Fazer a sua viagem de ônibus conta com diversos benefícios, uma vez que essa costuma ser a opção mais vantajosa financeiramente, especialmente nos casos em que o trajeto é realizado com a Buser — um modelo diferente de viagem que apresenta uma cobrança mais justa em forma de rateio.

Além disso, existem diversos destinos para viajar de ônibus e durante o trajeto o viajante pode optar por descansar, observar a paisagem ou assistir a filmes e séries, o que torna a viagem muito mais agradável.

O ônibus, ao contrário do avião, não cobra pela bagagem despachada, o que faz com que essa alternativa seja ainda mais econômica e com que o viajante não precise se preocupar com o peso da sua mala.

Por fim, mais um dos motivos para viajar de ônibus com a Buser é a possibilidade de comprar passagem de ônibus online, o que evita filas e poupa o tempo do viajante, que precisa somente comparecer no local de embarque na hora indicada para realizar a sua viagem.

Agora que você já conhece as nossas 7 dicas de como juntar dinheiro para viajar, as coloque em prática o quanto antes para realizar o seu sonho de conhecer um novo destino sem prejudicar a sua saúde financeira!

O que você achou das nossas dicas de como juntar dinheiro para viajar? Deixe um comentário e nos conte a sua opinião!

Posts relacionados