Guia sobre planejamento de viagem para levar para a vida

14 minutos para ler

Saiba absolutamente tudo que é preciso considerar na hora de fazer o planejamento de viagem e não esqueça de nada importante na hora de planejar

Não há nada melhor do que viajar e conhecer novos lugares, não é mesmo? O primeiro passo deve ser realizar um planejamento de viagem para que você consiga aproveitar ao máximo esse tempo fora de casa.

Montar esse planejamento é fundamental para que tudo ocorra de acordo com o esperado. Contudo, nem sempre essa é uma tarefa fácil, pois é preciso estar atento a diferentes detalhes.

Se você deseja descobrir como montar um planejamento de viagem eficaz e perfeito, continue a leitura deste post, pois preparamos um guia completo com dicas para você guardar por toda a vida. Confira!

duas pessoas com notebook e mapa segurando caneta e fazendo o planejamento de viagem

Importância do planejamento de viagem

Inicialmente, o viajante deve entender qual é a verdadeira importância do planejamento de viagem. Você sabia que a etapa de planejar pode ser divertida e ajudá-lo a controlar a ansiedade?!

Além disso, o planejamento reduz as chances de ocorrer uma surpresa desagradável durante o passeio, pois ele o ajuda a se precaver de possíveis imprevistos — parte fundamental de uma viagem tranquila.

É o caso, por exemplo, de um destino que não tem boa oferta de transporte público para a locomoção na cidade. Nesse caso, o viajante já deve se planejar e procurar por outras opções disponíveis para conhecer os pontos turísticos que deseja, como táxis, transporte disponibilizado por agências de viagem, aluguel de carro, entre outros.

O que considerar na hora de planejar?

Um planejamento deve ser completo e levar em consideração diversas questões, como o estilo de viagem, o orçamento, as maneiras de realizar o trajeto, entre outros pontos relevantes. Para começar a planejar, é importante refletir a respeito de seu perfil de viajante. Por isso, analise estes fatores:

  • o tipo de turista que você é;
  • a duração e o motivo da viagem (turismo, visitar amigos e familiares etc.);
  • se prefere planejar cada detalhe antecipadamente ou se considera que flexibilidade e surpresas ao longo do caminho dão mais emoção para a viagem (nesse caso, por exemplo, você pode optar por fechar uma hospedagem somente quando chegar ao destino);
  • se preza pelo conforto ou pela simplicidade;
  • se pretende gastar bastante ou o mínimo possível com a viagem.

Ao observar e responder a esses questionamentos iniciais, você consegue traçar um panorama da viagem e evitar situações que possam prejudicar todo o andamento do passeio. O seu roteiro pode incluir, inclusive, um planejamento para cada dia no destino e os pontos que você deseja conhecer.

Definição do orçamento

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é preciso ter muito dinheiro para viajar, o que é realmente necessário é planejar uma viagem que se encaixe na verba que o viajante tem disponível.

Por essa razão, é justamente o orçamento que deve guiar a viagem. Assim, se você conta com um orçamento mais alto, é possível considerar um passeio mais duradouro e para lugares mais distantes.

Já nos casos em que o orçamento é mais apertado, o ideal é procurar por destinos que figuram em listas de lugares mais baratos. De maneira geral, as viagens nacionais costumam apresentar um melhor custo-benefício.

Além disso, é preciso considerar que existem épocas em que a viagem como um todo —especialmente os preços de hospedagens e passagens — pode ficar mais cara, como nas épocas de férias escolares e feriados.

Como definir o orçamento?

A fim de não definir um valor inadequado para o orçamento, o ideal é analisar previamente alguns gastos da viagem. Costuma ser possível, por exemplo, encontrar na internet os valores atualizados dos ingressos dos pontos turísticos — com base nessa informação, o viajante pode ter uma ideia dos valores que deve separar para cada atração.

Nesse momento, também é relevante considerar o orçamento para determinar se é mais vantajoso realizar a viagem de ônibus, carro ou avião.

Com a Buser, a viagem de ônibus se torna até 60% mais barata quando comparada ao preço médio das passagens de ônibus de empresas tradicionais. Isso ocorre porque, apesar de a Buser oferecer um padrão de conforto e qualidade bem superior ao das rodoviárias, a empresa não cobra taxas e serviços adicionais no valor do rateio.

Não se esqueça da alimentação e hospedagem

Nos gastos diários da viagem, é necessário considerar, ainda, os valores disponíveis para a alimentação. No caso de um turismo com viés gastronômico, sem dúvidas, o valor reservado para esse quesito deve ser maior.

Contudo, um viajante que não se importa tanto com a alimentação pode economizar fazendo algumas compras em mercado e realizando suas refeições em restaurantes mais simples.

Também é necessário observar o orçamento para determinar a sua hospedagem, afinal, aquelas pessoas que contam com mais dinheiro para gastar podem optar por hotéis mais confortáveis, mas também existem opções para os que preferem gastar menos, como as pousadas. Ah, e sempre tem como pegar uma pousadinha mais barata com café da manhã, o que faz economizar, também, com a alimentação.

Escolha do destino

viajantes de chapéus tomando sucos com equipamento eletrônicos planejando a próxima viagem

De maneira geral, determinar o destino e a data da viagem deve ser um dos primeiros passos do planejamento, já que é necessário ter essa informação para determinar os demais detalhes do passeio, como a hospedagem e as passagens.

O Brasil é um país muito grande e que conta com cenários distintos. Por isso, existem opções que agradam a todos os gostos no momento de escolher um destino para conhecer. Aqui, é fundamental que o viajante considere o que ele busca em sua viagem, de acordo com o seu estilo — como praias, turismo religioso, centros urbanos, campos ou montanhas.

Uma boa dica para definir o seu destino é procurar por indicações de amigos e outros viajantes, especialmente aqueles que contam com um perfil semelhante ao seu. Contudo, não deixe de pesquisar por conta própria mais detalhes sobre todas as possibilidades, para ter certeza de que o local escolhido é a sua cara.

Pense bem antes de escolher a data

Já para definir a data, é preciso observar os períodos de alta e baixa temporada do destino, assim como a disponibilidade do viajante. As cidades da Serra Gaúcha, como Gramado e Canela, por exemplo, têm a sua alta temporada no inverno e no Natal, por causa do evento Natal Luz.

A cidade de Aparecida, no interior de São Paulo, por sua vez, conta com a famosa Catedral Basílica de Nossa Senhora Aparecida e, por essa razão, recebe mais visitantes em outubro, mês da santa padroeira.

Assim, o ideal é que o viajante observe os seus interesses antes de definir a melhor época para viajar, sempre considerando a sua disponibilidade, como seus períodos de férias no trabalho e épocas de feriados.

Elaboração do roteiro de viagem

Depois de determinar o seu destino e o período em que você pretende viajar, finalmente chega o momento de elaborar o roteiro de viagem — uma das partes mais divertidas e prazerosas de todo o processo.

No seu planejamento de viagem, você deve observar todos os locais que pretende visitar, os principais pontos turísticos do destino, entre outras informações relevantes. Veja, a seguir, mais dicas para você montar um roteiro de viagem incrível!

Realize muitas pesquisas

Pesquisas são fundamentais para realizar o planejamento de seu roteiro. Como já falamos, é preciso descobrir as atrações interessantes do local, os períodos de alta e baixa temporada, as opções de hospedagem, o clima, entre outros fatores, o que só é possível conhecer por meio de pesquisas.

Equilibre planejamento com flexibilidade

Apesar de o planejamento ser fundamental, nós não podemos controlar todos os detalhes de nossa vida, como o trânsito que o atrasa para um passeio ou um dia com chuvas em excesso. Por isso, lembre-se de que imprevistos podem ocorrer mesmo quando você pesquisa e planeja cuidadosamente o seu roteiro de viagem.

Dessa maneira, o ideal é montar um roteiro flexível, com tempo livre entre as atividades ou até mesmo com passeios e atividades que possam ser realizados em diferentes dias, pois esse tipo de atitude alivia a pressão e diminui o estresse quando situações indesejadas ocorrem.

Não tenha medo de utilizar a tecnologia

Hoje em dia, a tecnologia conta com ferramentas que facilitam uma viagem e até mesmo reduzem os seus custos. É o caso, por exemplo, dos aplicativos de mapas que mostram rotas e linhas de transporte público local, assim como dos sites que permitem a reserva de hospedagem e o aluguel de carro.

A Buser, além do site, também conta com um aplicativo que torna o ato de viajar muito mais prático e eficiente, pois é possível realizar todo o trâmite de forma digital, sem que seja necessário se deslocar até a rodoviária e enfrentar filas para fazer a reserva da sua viagem de ônibus.

A hospedagem ideal

Para ficar satisfeito com a hospedagem escolhida para a sua viagem, é importante, mais uma vez, não deixar de lado o seu perfil de viajante, a fim de que a escolha atenda às suas expectativas — a depender do destino, é possível alugar uma casa de temporada, por exemplo, ou até mesmo usufruir de um hotel 5 estrelas.

De maneira geral, o ideal é procurar por hospedagens localizadas perto dos pontos turísticos que você deseja conhecer ou por aquelas com fácil acesso ao transporte público ou de fácil localização em aplicativos de transporte, nos casos em que o viajante pretender utilizar desses método para se locomover no destino.

Também é importante observar atentamente as fotos disponíveis da hospedagem e procurar por comentários de outras pessoas que já estiveram no local.

O tempo de antecedência recomendado para realizar a reserva de hotéis, albergues, pousadas é variável. Em geral, um mês de antecedência costuma ser o bastante. Já para viagens em alta temporada, o ideal é reservar com ainda mais antecedência.

As vantagens de se planejar a hospedagem

Reservar a hospedagem com antecedência conta com algumas vantagens, como:

  • disponibilidade nos estabelecimentos com melhor custo-benefício;
  • muitas vezes há a possibilidade de cancelamento gratuito ou mediante prejuízos menores;
  • mais tempo para planejar os traslados do local de chegada até a hospedagem;
  • mais tempo para realizar o planejamento de viagem.

Contudo, é válido ressaltar novamente que não há uma regra, e mesmo as pessoas que desejam viajar imediatamente, a depender do destino, podem encontrar hospedagens disponíveis — a principal diferença é que, neste caso, a tendência é que a oferta de locais com vagas seja menor.

Meio de transporte e locomoção

Depois de definir o destino da viagem e a hospedagem, é necessário determinar qual será o meio de transporte utilizado para chegar ao destino. Em geral, as pessoas costumam optar por carro, ônibus ou avião.

O avião

Apesar de o avião parecer a opção mais rápida, a realidade é que, nesse caso, não é possível considerar apenas o tempo do voo, uma vez que o viajante precisa se deslocar até o aeroporto, fazer o check-in com antecedência, despachar sua bagagem, entre outras ações.

Além disso, não há como negar que, muitas vezes, as passagens aéreas representam o maior gasto de uma viagem, sendo fundamental considerar as demais opções que costumam apresentar melhor custo-benefício.

O ônibus

Ainda é comum que o viajante se desloque até a rodoviária para comprar as passagens de ônibus nos guichês das empresas. para fazer viagens desconfortáveis e caras. Contudo, a Buser está mudando esse cenário! Hoje em dia, é possível viajar de ônibus de forma mais barata, prática, rápida e confortável. Para tanto, basta adquirir o trajeto desejado no site ou aplicativo da Buser e se dirigir ao local indicado para o embarque.

O viajante nem mesmo precisa se preocupar com a impressão de bilhetes, pois o motorista se encarrega de encontrar a sua reserva, sendo preciso apenas apresentar um documento pessoal com foto.

Vale lembrar que os ônibus das empresas parceiras da Buser são equipados com tecnologias de segurança inovadoras, como:

  • telemetria que controla a velocidade dos ônibus em tempo real;
  • câmeras de fadiga que detectam o nível de cansaço dos motoristas;
  • sensores de cinto de segurança.

Além disso, ao viajar em ônibus confortáveis, os passageiros podem aproveitar o trajeto para descansar, dormir.

Se você ainda tem dúvidas a respeito de viagens de ônibus, nós temos em nosso blog o guia do mochileiro do busão, com todas as informações que são necessárias para que você se torne um viajante que não dispensa um ônibus e aproveita ao máximo a sua viagem!

Mala de viagem

Preparar a mala de viagem é uma tarefa que varia de acordo com o destino. Contudo, existem itens básicos que não devem ser deixados de lado em seu planejamento, como os utensílios de higiene pessoal, os remédios, as roupas íntimas e os sapatos confortáveis.

No momento de fazer a mala, não deixe de pesquisar as condições climáticas do lugar para levar as roupas e os acessórios adequados. Em locais mais frios, por exemplo, botas e casacos são indispensáveis. Já em destinos de praia ou com piscina, não deixe de lado as roupas de banho.

Para não esquecer nenhum item e arrumar a mala de viagem do jeito mais prático possível, o ideal é montar uma lista com o que não pode ser esquecido. Além disso, é preciso considerar fatores como:

  • destino;
  • motivo da viagem, se for a negócios, roupas sociais podem ser indispensáveis;
  • duração da viagem, para não faltar ou sobrar roupas;
  • Limite de bagagem da empresa de transporte;
  • clima do local, para selecionar peças condizentes com a temperatura;
  • atividades e passeios que pretende realizar — uma pessoa que pretende fazer trilhas ou caminhadas, por exemplo, deve levar sapatos adequados.

Lembre-se de que não é recomendado levar mais itens do que o necessário, para que a mala não te limite. Para aproveitar as peças mais vezes e otimizar a organização da mala, é possível pensar nas combinações de roupas previamente.

Dicas de segurança

Para ter mais tranquilidade durante o passeio, evitar riscos ou estar preparado para eles, é preciso conhecer as dicas de segurança desde o planejamento da viagem.

Apesar de parecer estranho ter uma pessoa a par de tudo enquanto viaja, essa é uma medida de segurança interessante. Por isso, o ideal é sempre deixar uma pessoa de confiança atualizada dos seu passos.

Envie para ela dados sobre o meio de transporte escolhido, suas reservas de hotel e o itinerário básico da viagem. Se conseguir mandar localização em tempo real, melhor ainda.

Também é importante informá-la sobre a possibilidade de entrar em contato com serviços que possam localizá-lo, se por acaso você deixar de respondê-la — esse cuidado pode ser fundamental em uma emergência.

Outra medida de segurança relevante é pesquisar sobre o seu destino e observar se no local os cartões de crédito e débito são amplamente aceitos e se a cidade conta com caixas eletrônicos disponíveis. Dessa maneira, você pode ter mais segurança no momento de escolher a forma de levar dinheiro para a viagem.

Ah, e em momento algum deixe a sua mala desacompanhada ou com pessoas em que você não tem confiança, para que ela não seja perdida, roubada ou até mesmo adulterada.

Comece o planejamento o quanto antes

Agora que você terminou a leitura deste guia completo sobre planejamento de viagem e pode levá-lo para a vida, deve ter percebido a importância da organização para que tudo dê certo e ocorra de acordo com o que foi planejado, não é mesmo? E planejamento bom de verdade leva entãoentão, bora começar? Coloque as nossas dicas em prática quanto antes e realize o seu passeio em segurança, com mais tranquilidade e de forma ainda mais divertida.

Se você gostou deste post e quer ver mais dicas de viagens, curta agora mesmo a nossa página no Facebook para receber atualizações sobre os nossos novos conteúdos!

Posts relacionados