fbpx

Comida para viagem: como se alimentar no ônibus

6 minutos para ler

Comida para viagem: este é um post sobre como escolher a comida para viagem de ônibus, evitar desconfortos e aproveitar seu passeio ao máximo. Confira as dicas e evite problemas!

A escolha da comida para viagem pode fazer uma grande diferença no seu conforto. Com as opções certas, você vai evitar passar mal dentro do ônibus ou ter momentos desagradáveis. Isso pode ser mais ou menos importante para você, dependendo dos seus hábitos, da sua condição física no momento da viagem e da duração dela. 

É a partir desses detalhes que a gente vai te ajudar com dicas para usar em todas as ocasiões e ao longo da vida. Confira e tenha uma boa viagem!

Considere as particularidades

Como já adiantamos na introdução, a sua condição física tem um grande impacto. Se a viagem ocorrer depois de um final de semana cheio de refeições gordurosas e exageradas, o seu organismo pode estar no limite, o que indica a necessidade de um cuidado maior do que o normal.

Além disso, pode ser que você viaje com crianças, por exemplo, ou tenha programado um percurso muito longo. Todos esses detalhes aumentam o risco de uma intoxicação ou indisposição, o que você precisa considerar ao pensar na alimentação. 

Em resumo, as refeições também fazem parte do seu planejamento de viagem, mas devem ser definidas considerando as condições, a disponibilidade de comidas nas paradas e assim por diante.

Comece no dia anterior

Não pense que é apenas com o checklist de viagem que você precisa se preocupar com antecedência. Especialmente se for fazer uma viagem longa, é bom ter cautela com a comida desde a véspera.

Comidas com as quais você não está acostumado, muito gordurosas e condimentadas podem causar nervosismo, ansiedade e alterar o funcionamento do intestino. Excesso de gases e diarreia são efeitos prováveis desse tipo de exagero. E, como já adiantamos, se você partir de uma condição ruim desde sua casa, existe a chance de piorar durante a viagem. 

Prefira comidas leves

As comidas leves são ótimas para a saúde em qualquer ocasião. Elas evitam efeitos como edemas e inchaços, que podem ocorrer durante o trajeto. De modo geral, elas também favorecem a circulação sanguínea, o que é ótimo para evitar esses problemas, especialmente em viagens longas.

Aquele cansaço que sentimos depois de comer muito, especialmente comidas mais pesadas, ocorre porque o organismo está ocupado com a digestão. Se diminuir o trabalho do seu corpo, ele agradece com bem-estar.

Hidrate-se em abundância

Especialmente nas viagens longas, é importante se movimentar um pouco. Por isso, não tenha constrangimento em ir várias vezes ao banheiro. Para evitar isso, muitas pessoas podem acreditar que é melhor não beber líquidos, que também fazem uma falta enorme para o equilíbrio do organismo.

Dias quentes e regiões com baixa umidade do ar pioram muito as condições de viagem, o que faz do consumo de água uma excelente iniciativa e uma das formas de combater o enjoo, que costuma incomodar bastante algumas pessoas com propensão a senti-lo. Nesses casos, existem remédios que podem ajudar, mas isso é algo para ser definido com o seu médico.

Alimente-se antes de sair

Falamos muito das viagens longas, que costumam ser mais sujeitas a incômodos por problemas com a digestão, mas também é importante pensar em alternativas para trajetos mais curtos. 

Nesses casos, o ideal é se alimentar antes de sair e comprar comidas que sirvam como aperitivo, para evitar a sensação de fome. Algumas boas sugestões são: castanhas, barras de cereais, chocolate amargo, frutas secas, bolachas de arroz e frutas liofilizadas, por exemplo.

Prefira sanduíches naturais e leves

Além de ter uma viagem confortável, você vai dormir com mais tranquilidade se optar por lanches com ingredientes como peito de peru, queijos light, cenoura e tomate. Eles são ótimos para aliviar a fome, especialmente se ela não for grande. 

Nesses casos, é importante que os lanches estejam acondicionados corretamente e em embalagens térmicas, para evitar aquecimento e degeneração, o que pode potencializar todos os efeitos que estamos tentando evitar.

Prefira o peito de frango

Se a fome for maior, os ingredientes mais leves podem te deixar com fome. Prevendo essa situação, prefira um pão integral com peito de frango, que também precisa ser armazenado com o mesmo cuidado, mas vai garantir que você não fique com fome.

Varie com um iogurte

Poucas pessoas pensam no iogurte como alternativa de viagem, mas é um alimento proteico, refrescante e saudável, desde que você tenha uma boa bolsa térmica para levar na viagem. Para complementar, a dica é um pouco de cereal, como a granola, mas não coloque açúcar, já que estamos falando de saúde.

Fuja dos salgadinhos

Para sermos elegantes, não é apenas com a roupa de viagem que devemos nos preocupar. Salgadinhos com cheiro forte não são uma boa pedida para a sua companhia de viagem e os outros passageiros.

Além disso, apesar de apetitosos e tentadores para boa parte das pessoas, não são a melhor alternativa para o estômago.

Improvise com as barras de cereais

Talvez não dê tempo de se preocupar com todos esses detalhes. A rotina pode estar corrida e talvez você precise deixar todos os preparativos para a última hora. Nesse caso, a salvação são as barrinhas de cereais. São saudáveis, alimentam e são gostosas.

Para concluir, também é importante lembrar que a escolha da comida para viagem pode mudar, se ela ocorrer de dia ou de noite. No período noturno, muitos vão desejar dormir, e você não vai querer incomodá-los. Por isso, provavelmente não ficará à vontade para saborear um sanduíche um pouco maior, o que também vai influenciar sua escolha. 

Para completar este post, acesse o nosso guia sobre planejamento de viagem, que vai te ajudar com outros detalhes importantes para evitar dor de cabeça!

Posts relacionados