Avião ou ônibus: qual é o melhor para fazer uma viagem curta?

6 minutos para ler

Na hora de fazer uma viagem curta comparar preços e vantagens, sempre surge essa dúvida. Afinal, vale mais a pena o ônibus ou o avião?

Mesmo entre os mochileiros experientes, sempre surge a dúvida: avião ou ônibus? Isso porque a escolha passa por diversos fatores, como a distância a ser percorrida, os preços de cada rota e até mesmo a logística interna de cada viagem.

Quando a viagem é curta, fica mais fácil entender os benefícios de escolher o ônibus. Neste post, falaremos das principais diferenças entre os meios de transporte e depois apresentaremos as vantagens de optar por um deles. Acompanhe conosco!

Quais são as diferenças entre viajar de ônibus e avião?

As viagens de avião são mais rápidas e são a melhor opção para quem precisa percorrer longos trajetos. Afinal de contas, percorrer a rota entre dois estados bastante distantes é algo muito cansativo para qualquer passageiro.

Contudo, há algumas desvantagens significativas na hora de viajar de avião. A mais óbvia delas está relacionada aos fenômenos meteorológicos, como tempestades, neblinas e chuvas fortes. Esse tipo de ocorrência pode ocasionar atrasos e, até mesmo, o cancelamento de voos e fechamento de aeroportos.

Além disso, os preços das passagens de avião oscilam mais em relação aos trajetos de ônibus. Isso é especialmente verdadeiro nas altas temporadas, que contam com uma variação imprevisível dos valores. Quer voar até a praia no fim do ano? Saiba que isso pode custar uma pequena fortuna.

Outra desvantagem é a questão da disponibilidade: enquanto as empresas de ônibus costumam colocar veículos extras nos trajetos mais procurados em períodos de alta demanda, isso não acontece nas companhias áreas.

Por fim, muitas pessoas têm verdadeiro pavor de voar. Imagine ter que cancelar um passeio no último momento porque a pessoa que iria com você teve um ataque de pânico já a bordo? Em ônibus, isso dificilmente aconteceria.

Por que é melhor fazer uma viagem curta de ônibus?

Mencionamos que escolher os aviões como meio de transporte para distâncias muito longas pode ser a melhor escolha. Mas essa vantagem não se justifica em trechos mais curtos. Agora, explicaremos os motivos pelos quais utilizar o ônibus em rotas breves é uma boa ideia.

Pagar menos

É um fato: viajar de ônibus é consideravelmente mais barato que as viagens de avião. Mais importante que isso, os valores são mais estáveis: não importa se você compra o bilhete na véspera ou dois meses antes, a quantidade de dinheiro a ser desembolsado é a mesma.

Suponhamos que você ganhe duas folgas consecutivas e queira viajar para uma localidade próxima. Caso opte pelo avião, a passagem de última hora será bem mais cara em relação ao valor pago por quem adquiriu com antecedência. A mesma coisa para o fim de ano e outras datas muito procuradas.

Assim, nada melhor do que optar pelo ônibus nesses momentos. É importante destacar que na Buser os preços são ainda mais atrativos, custando até menos da metade do preço que na compra de passagens da rodoviária.

Apreciar a paisagem

O Brasil tem a maior biodiversidade do mundo. O que isso significa, exatamente? Que temos flores à beça para compor cenários paradisíacos, principalmente na primavera — que  se estende até dezembro.

Ao viajar de avião, o máximo que você poderá conferir das paisagens brasileiras é uma boa quantidade de nuvens e alguma coisa no pouso e decolagem (com tempo limpo). Já de ônibus, basta olhar pela janela e se deslumbrar com o belo espetáculo. É, inclusive, uma ótima maneira de evitar o tédio em um trajeto que dure algumas horas.

Desfrutar de todo o conforto possível

Ao optar por uma empresa de alto nível, a viagem de ônibus é tão confortável quanto percorrer a mesma rota de avião. É possível relaxar em assentos bastante aconchegantes, que transformam o trajeto em uma boa experiência para todos. Na Buser você viaja pagando menos e com muito mais espaço para as pernas com premium, cama, leito e semi-leito.

Não adianta muito optar por uma viagem que prometa preços reduzidos, mas que ofereça condições precárias em relação ao conforto. Portanto, não deixe esse critério de lado na hora de escolher a empresa que conduzirá a sua viagem.

Passar pouco tempo na rodoviária

A viagem de avião é mais rápida, mas o tempo dedicado à conferência de malas, checagem no raio-X, conferência de bilhetes, entre outros, é bem maior nos aeroportos. Nesse sentido, as rodoviárias são mais dinâmicas, uma vez que todo o trabalho logístico é mais ligeiro.

Além disso, é importante notar que os terminais rodoviários são mais centrais em relação aos aeroportos. Em Minas Gerais, por exemplo, o principal aeroporto fica em Confins, uma cidade bem distante dos principais pontos de Belo Horizonte. Já em São Paulo, fica em Guarulhos — também longe da capital paulista.

Portanto, como os terminais rodoviários costumam estar localizados no centro, isso poupa tempo e ainda facilita o acesso dos passageiros. Eles podem até mesmo entrar nos ônibus minutos antes da partida. Já nos aeroportos, quem não chega com antecedência corre o risco de não poder embarcar.

Contar com mais flexibilidade em relação às bagagens

Nos trajetos de ônibus, há uma maior flexibilidade em relação às bagagens. Isso porque dificilmente alguém terá sua mala recusada ou será obrigado a pagar por excesso de peso ao embarcar no ônibus.

Além disso, imagine ter a mala recusada no avião e ter que voltar para casa para se reorganizar: como os aeroportos são localizados em postos distantes, isso é praticamente impossível. Como os terminais ficam em localidades mais acessíveis, é possível ter um plano B nesses casos.

Ganhar aprendizado geográfico

Quando você viaja de ônibus, pode observar não somente a paisagem, mas também os lugares por quais você passa. Desse modo, é possível até mesmo marcar na agenda um local que pareceu bastante atrativo para voltar depois, com mais tempo para explorar.

Como se não bastasse, o trajeto também serve como um aprendizado para as suas viagens posteriores de carro. Será possível observar as vias utilizadas nas rotas, assim como as condições do tráfego em determinados horários, por exemplo.

Como pudemos ver no artigo, uma viagem curta de ônibus tem muitos ingredientes especiais: a possibilidade de curtir as paisagens, marcar lugares para voltar depois e ainda gastar significativamente menos para se locomover, entre outros benefícios. Com a escolha de uma empresa séria, como a Buser, o conforto também é garantido.

Gostou do artigo e se interessou pela possibilidade de viajar conosco? Então, entre em contato para conhecer mais sobre o nosso trabalho!

Posts relacionados