fbpx

Tudo o que você precisa saber para comprar a mala de viagem certa

12 minutos para ler

Se a única coisa que falta para colocar o pé na estrada é fazer as malas, aprenda a comprar a mala de viagem certa para atender às suas necessidades!

Antes de colocar o pé na estrada, os viajantes devem tomar uma série de providências. Entre documentos e vacinas, que podem variar de acordo com o destino e o meio de transporte escolhido, muitas pessoas precisam comprar mala de viagem.

Ainda que seja um turista que faça viagens frequentes, muitas vezes, é necessário renovar esses acessórios.

Como fazer a escolha certa, porém, diante da variedade de modelos disponíveis? O que considerar na hora de fazer a compra? Responderemos essa e a outras dúvidas neste material. Acompanhe!

1. Diferenças entre mala e bagagem de mão

No geral, as bagagens de mãos foram projetadas para caber dentro do compartimento que ficam nas cabines dos aviões e ônibus, em cima dos assentos. Costumam ser menores que uma mala, mas grandes o suficiente para caber objetos de uso pessoal e algumas mudas de roupas. Por isso, muitas vezes, seu espaço é o suficiente para viagens curtas.

Na hora de comprar uma mala de viagem, se a sua intenção for utilizar um equipamento para viagens curtas e que possa ser levado com você na cabine, procure por uma bagagem de mão.

Para saber se o tamanho é adequado, a maioria das companhias aéreas expõem a informação em seus sites e passagens. Já a mala de mão do ônibus deve caber no bagageiro acima dos assentos, ou nos pés e embaixo da poltrona. As medidas exatas recomendadas você encontra ao longo deste material.

Já as malas de viagem são bagagens maiores, com capacidade de armazenamento superior às de mão. Aviões e ônibus tem suas próprias regras quanto ao tamanho, peso e número de bagagens que podem ser levadas pelo viajante. O ideal é colher essas informações no momento da compra da passagem e evitar problemas no embarque.

2. Importância de escolher a mala de viagem certa

Comprar mala de viagem é um investimento. Seu custo costuma ser proporcional ao modelo, tamanho e qualidade do material. Ou seja, investir um pouco mais pode garantir uma bagagem para ser usada pelo resto da vida.

Se você viaja com frequência, talvez seja importante pensar na durabilidade antes do preço. Substituir uma mala barata a cada dois ou três anos pode sair mais caro que uma única compra. Portanto, a frequência com que viaja é o primeiro requisito importante na hora de escolher qual mala de viagem comprar.

O meio de transporte mais utilizado também deve ser considerado. Afinal, as companhias aéreas exigem tamanho e peso máximo para bagagens que vão ao porão ou na cabine. Ônibus também fazem suas exigências: no salão só podem ficar malas sem rodinhas ou com rodinhas removíveis.

2.1. Sobre cores e padrões

A primeira vista, pensar nas cores e modelos das malas de viagem pode parecer futilidade. No entanto, as estampas, o tom neon, os formatos diferenciados, são de extrema importância para o viajante.

Se por um lado, uma bagagem preta pode preservar seu aspecto de nova por mais tempo que uma mala estampada com flores e borboletas em azul e branco, de outro, pode ser mais difícil de ser confundida na hora do desembarque. Afinal, o pretinho básico é a escolha mais comum.

Cores, brilhos e detalhes são importantes para identificar a mala com maior facilidade, acelerando os processos de desembarque e evitando problemas com extravios ou eventuais enganos.

2.2. Definindo o melhor local para comprar

Comprar mala de viagem online pode ser tentador. Muitas vezes, encontramos melhores preços e condições de pagamento no comércio virtual. No entanto, tão importante quanto escolher o acessório certo, é acertar o local de compra.

Quando optamos por uma loja física, nos permitimos testar a bagagem antes da compra. É possível ver se as rodinhas não travam, se as alças são resistentes, se o zíper está bem costurado e se o material é de qualidade.

Se mesmo assim você prefere arriscar no e-commerce, procure fazer a compra com antecedência a uma viagem. Dessa forma, se você notar que a mala escolhida não vai atender as suas necessidades, é possível devolver ou efetuar a troca antes do embarque.

3. Tipos de mala de viagem

Como citamos, na hora de comprar a mala de viagem, você se depara com uma infinidade de modelos, cores e estampas. Fizemos um breve resumo sobre os modelos mais populares, suas indicações, características e vantagens, para auxiliar na escolha. Acompanhe.

3.1. Mochilas

As mochilas são embalagens democráticas, projetadas para transportar todos os tipos de produtos, de todos os formatos. Aquelas que têm rodinhas podem ser ainda melhores, já que são mais fáceis de carregar.

Uma das vantagens de se optar por esse tipo de bagagem, é que é possível encontrá-las em vários tamanhos. As chamadas mochilas de viagem podem ser encontradas na internet acompanhadas da palavra camping e são ótimas para quem faz viagens curtas de ônibus e para os adeptos aos famosos mochilões.

3.2. Malas com rodinhas

Certamente, na hora de comprar uma mala de viagem, as mais fáceis de encontrar serão as bagagens com rodinhas. Muito utilizadas pelos viajantes tradicionais, são vistas em todos os tipos de viagens: desde as excursões rodoviárias, até portões de embarque em aeroportos internacionais.

As malas com rodinhas podem ser encontradas em diversos tamanhos e fabricadas com os mais diversos materiais.

3.3. Bagagem giratória

Também conhecidas como mala giratória 360 e spinners, a bagagem giratória são malas com 4 rodas, que giram 360 graus e podem deslizar de um lado para outro sem maiores dificuldades. O modelo tem se popularizado nos saguões de aeroportos, rodoviárias e estações de trem, já que são mais confortáveis e seguras para quem precisa correr entre um terminal e outro ou está levando o peso máximo permitido pelas empresas de turismo e aviação.

No entanto, o modelo pode não ser indicado para pessoas mais aventureiras, cujos destinos envolvem caminhadas até o hotel por ruas esburacadas, sem asfalto ou de paralelepípedo. Isso porque terrenos acidentados podem travar algumas rodinhas, fazendo com que a mala perca sua característica principal, que é a completa rotação das rodas.

4. Dicas para comprar a mala certa

Até aqui, você aprendeu mais sobre as diferenças entre mala e bagagem de mão e conferiu as principais características dos acessórios mais vistos em rodoviárias e aeroportos.

Dentro de cada um dos modelos abordados, existem diversas opções. Pensando nisso, separamos algumas dicas valiosas que vão ajudar nesse processo. Confira!

4.1. De olho no material

Basicamente, existem três tipos de materiais no qual as malas são confeccionadas:

  • flexíveis — confeccionadas em um tecido mais grosso, as malas flexíveis geralmente são feitas para serem carregadas à mão, sem rodinhas. Entre as principais vantagens, está o baixo custo e a facilidade de se armazenar no bagageiro de carros, ônibus e até mesmo aviões. Essas malas também são laváveis, no entanto, não muito recomendadas para os dias chuvosos;
  • semiflexíveis: as semiflexíveis costumam ter uma qualidade um pouco melhor que as malas flexíveis, mantêm os objetos bem protegidos da ação de agentes externos, como a chuva, apresentando boa resistência. Embora sejam mais difíceis de limpar, as malas semiflexíveis apresentam um ótimo custo-benefício;
  • rígidas — as malas rígidas são a melhor opção para quem quer fazer um investimento duradouro, já que a principal vantagem das malas confeccionadas nesse material é a sua durabilidade, quando confeccionadas por uma empresa séria e que preza pela qualidade. Além disso, são as malas que apresentam maior diversidade de modelos, são de fácil limpeza e transporte.

4.2. Pense na segurança

Se você está constantemente em aeroportos e rodoviárias, certifique-se de que o modelo escolhido tenha cadeado ou que o zíper tenha uma abertura grande o suficiente para encaixar o acessório e manter seus objetos seguros e bem protegidos.

É importante também dar atenção as malas que permitem a identificação do seu dono na parte externa. Ao colocar seus dados pessoais você evita que estranhos tenham que mexer nas suas coisas para comprovar que a mala é sua, caso tenha problemas com perdas e extravios.

4.3. Valorize os conjuntos

Comprar uma mala de viagem exige muita pesquisa, afinal, são muitas ofertas em lojas físicas e virtuais. No entanto, antes de pensar em economizar, pense nas vantagens que comprar um conjunto de malas pode trazer.

A dupla mala + bagagem de mão é sempre uma boa opção. Aproveite que o transporte das malas de mão não costuma ser cobrado por companhias de ônibus e avião e arrume as malas de forma mais tranquila, colocando menos peso, sem a necessidade de deixar objetos de uso pessoal por falta de espaço.

5. Organização da mala

Por maior que seja a bagagem escolhida, muitas vezes, temos a impressão de que o tamanho não comporta as nossas roupas, acessórios e objetos de uso pessoal. Isso acontece por alguns motivos:

  • a mala realmente não tem o tamanho adequado para as suas necessidades;
  • o modo no qual as roupas são organizadas faz com que você perca espaço;
  • você está levando mais roupas do que precisa.

Para evitar esses problemas e fazer com que você ganhe mais espaço, separamos algumas dicas que vão ajudar na hora de organizar a mala. Veja:

  • certifique-se de que os frascos de produtos líquidos estão bem fechados e bem embalados;
  • dê preferência por cores neutras, de fácil combinação e que possam ser repetidas sem problemas — por exemplo, a mesma bermuda jeans pode ser usada com 2 ou 3 camisetas diferentes;
  • deixe para levar documentos, carregadores, um par de chinelos, óculos de sol e um casaco leve na mala de mão;
  • envolva os sapatos em uma touca de tamanho para evitar o contato da sola com as roupas e use o seu interior para guardar as meias;
  • faça pequenos rolinhos com as camisetas e vestidos, coloque as calças abertas ao fundo da mala e os rolinhos em cima delas;
  • itens delicados e que amassam devem ser a última coisa a ser armazenada na mala, por cima de todos os itens;
  • se for se hospedar em hotel, certifique-se de que ele disponibilize toalhas limpas e deixe a sua em casa;
  • se tiver oportunidade de usar embalagens a vácuo, use e abuse — especialmente para peças grandes, como casacos, pois, elas diminuem o volume das peças;
  • se viajar para lugares úmidos, use panos multiuso — aqueles de cozinha — para revestir a mala, conservando as roupas limpas e cheirosas do início ao fim da viagem.

6. Peso ideal

Geralmente, quando procuramos por informações sobre o peso ideal para uma mala de viagem, encontramos diversas referências a respeito das viagens de avião. Sendo assim, a normativa segue as regras de bagagem da ANAC, que estabelece:

  • bagagens de mão medindo 55 x 35 x 25cm, apresentando peso máximo de 10 kg;
  • bagagens despachadas nos maleiros, medindo 80 x 50 x 28cm e apresentando peso máximo de 23 kg.

Independentemente do modelo de mala escolhido, em uma viagem de avião, deve-se respeitar essas regras. O mesmo acontece em viagens de ônibus: no bagageiro, podem pesar até 30kg e não deve ter mais de 1 metro de dimensão. Já as malas de mão, é importante que não tenham mais de 5kg.

No entanto, é importante ficar atento para as questões relacionadas ao peso que o viajante carrega, já que muitas pessoas optam pelas mochilas. Para os mochileiros de plantão, um artigo da Clínica CEOOT traz algumas informações importantes:

O peso máximo ideal, conforme os pesquisadores, varia entre 7% e 20% do peso corporal de uma pessoa, sendo que 10% é a porcentagem mais adequada segundo a maioria dos profissionais — o que significa que, por exemplo, uma pessoa que pesa 60 quilos não deve carregar mais que 6 quilos de bagagem.

A grande questão é que, na realidade, essa é uma métrica utilizada para as crianças cuja estrutura está em formação. Por esse motivo, é mais seguro testar as bagagens e mochilas, além de seguir a orientação do fabricante.

Chegamos ao final do nosso artigo! Seguindo as nossas dicas, você vai conseguir comprar a mala de viagem certa para as suas viagens. Lembrando que essa não é uma simples compra, mas um investimento. Por isso, dependendo da sua rotina como viajante, pode ser necessário e importante adquirir mais de um modelo. Boa viagem!

Para mais dicas valiosas como essas, siga nosso perfil nas redes sociais. Estamos no FacebookInstagramYouTubeTwitter e LinkedIn.

Posts relacionados