fbpx

88% escolhem aplicativo de viagens de ônibus pelo preço baixo

6 minutos para ler

Levantamento da Buser com mais de 5 mil passageiros revela que metade das pessoas prefere viagens de ônibus por ser mais barato e mais prático fazer a reserva pelo aplicativo, além do conforto na hora de viajar.

Com a alta dos combustíveis e a presença de novos concorrentes digitais no mercado rodoviário, as viagens de ônibus tem ganhado cada vez mais a preferência do brasileiro na hora de viajar. Uma pesquisa recém-lançada pela Buser, maior plataforma de intermediação de viagens rodoviárias do país, com 5.474 usuários do aplicativo, só reforça isso. Segundo o levantamento, os valores mais baixos são os grandes responsáveis por essa preferência: para 88% dos entrevistados, o preço é o principal motivo de escolher viajar pela Buser, seguido pela praticidade ao comprar pelo app (43%) e o conforto dos ônibus (32%). A disponibilidade de horários apareceu como o quarto motivo, com 29% das respostas. Além disso, 49% dos entrevistados possuem automóvel, o que mostra que quase metade das pessoas está disposta a deixar o carro na garagem e viajar de ônibus.

Pesquisa mostra os transportes que eram utilizados pelos usuários; alta da gasolina e a praticidade da reserva das viagens pelo app são motivos que fazem os passageiros optarem pela Buser.

A pesquisa, que ouviu pessoas de todo o Brasil que viajaram de 9 a 22 de março deste ano, mostra que o turismo interno continua aquecido. Para 71% dos usuários há planos de fazer viagens de ônibus novamente nos próximos seis meses, sendo que 36% pretendem ir para grandes capitais, como Rio de Janeiro e Belo Horizonte, e 30% para o interior e/ou litoral. Apesar de o turismo de lazer figurar como motivo das viagens futuras para 39% dos entrevistados, família (34%) e trabalho (20%) também aparecem como grandes motivadores para os próximos deslocamentos. A tendência aponta um caminho um pouco diferente do que é visto hoje: considerando as viagens realizadas em março, o principal motivo foi visitar a família (37%), só depois é que aparecem as viagens a lazer (28%), seguido por trabalho (24%). Ou seja, o brasileiro quer viajar mais a passeio usando o ônibus.

Levantamento feito com mais de 5000 passageiros revelam que 88% escolhem fazer viagens de ônibus com a Buser por conta do preço, seguido da praticidade e conforto.

“Os reajustes da gasolina e do diesel impactaram fortemente o bolso do consumidor. Em Belo Horizonte – MG, por exemplo, o litro está perto de R$ 8,00. Com isso, para quem for pegar a estrada, a viagem de ônibus se torna uma opção ainda mais vantajosa, chegando a custar até 80% a menos do que viajar de carro, dependendo do destino”, afirma Marcelo Vasconcellos, cofundador da Buser. Sentindo a demanda por viagens de ônibus aquecida desde o ano passado, mas com crescimento mais acentuado depois da última alta de aumento dos combustíveis, a startup Buser teve um mês de abril mais movimentado do que o normal, puxado pelos feriados, com crescimento de 30% em volume de passageiros.

A pesquisa mostra ainda um perfil de gasto dos viajantes que usam a Buser. Do total de entrevistados, 30% gastam até R$ 100 por dia no destino e a média do tempo gasto no destino é de 6 a 7 dias. Com isso, o valor médio gasto por passageiro é de R$ 754,60 por viagem. Ou seja, considerando que só em 2022 a Buser já transportou mais de 2 milhões de passageiros, isso significa que a plataforma gerou um impacto indireto de R$ 1,6 bilhão nas economias locais só neste ano

Migração e integração de modais

A fim de tentar entender os hábitos de viagem de seus usuários antes de conhecerem a Buser, a pesquisa perguntou aos entrevistados como eles viajavam antes da plataforma e a conclusão é que o aplicativo “cria” demanda, já que quase 7% dos passageiros não teriam feito a viagem se não tivessem a opção da Buser. Para se ter uma ideia: se apenas no período da pesquisa foram realizadas cerca de 210 mil viagens pela plataforma, isso significa que 13,4 mil viagens surgiram apenas pela presença da Buser no mercado.

Outra questão ligada à mobilidade abordada na enquete foi sobre o deslocamento dos passageiros até o embarque. Mais de 25% dos entrevistados precisou fazer um deslocamento entre cidades usando outro meio de transporte. Desses, 34% usaram carro ou moto particular (próprio ou de carona), 27% foram de app de transporte individual ou de táxi e 20% de ônibus de rodoviária. Ou seja, o estudo mostrou que a Buser também incentiva o transporte rodoviário usando ônibus de linha.

Perfil dos viajantes Buser

O levantamento da Buser também procurou entender qual o perfil das pessoas que escolhem a plataforma para realizar suas viagens de ônibus. Em relação ao gênero, há um equilíbrio entre homens (49,2%) e mulheres (50,5%), sendo 0,3% não binário. Em relação à idade, há uma prevalência entre faixas etárias a partir de 26 anos, sendo o intervalo de 26-35 anos (30,2%) a maior parte dos respondentes, seguido por 36-45 anos (24,4%), 46-55 anos (17,8%), mais de 55 anos (14,4%) e até 25 anos (13,2%). 

Por fim, em relação ao local de residência, o principal estado de origem é São Paulo (38,8%), seguido por Minas Gerais (33,4%), Rio de Janeiro (10%) e Espírito Santo (4,2%). Os demais estados somam os 13,6% restantes.  

Sobre a Buser

A Buser nasceu com a missão de promover serviços de transporte melhores e a preços mais acessíveis. Nos três primeiros anos de atividade, a empresa promoveu o fretamento colaborativo com uma plataforma que conecta viajantes a empresas de ônibus no qual os passageiros dividem a conta final do fretamento.

Nos últimos meses, a startup evoluiu, passando a ser uma plataforma de mobilidade coletiva multisserviços, atuando também como marketplace de passagens, em parceria com grandes companhias, e agora com a Buser Encomendas. Com 7 milhões de pessoas cadastradas na plataforma digital, a empresa conta com mais de 400 parceiros (entre fretadores e viações maiores), utilizando mais de 1.200 ônibus. Para mais informações, acesse: www.buser.com.br.

*Pesquisa realizada pela Buser em março/22, com 5.474 respondentes (erro de ±1,31%)

E aí, qual será sua próxima viagem com a Buser? Já reserve sua passagem aqui .

Esse conteúdo foi útil?

Clique nas estrelas

Média da classificação 1 / 5. Número de votos: 889

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Posts relacionados